Publicado em: 18/01/2017 - Última modificação: 25/01/2017 - 17:59
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Na praia, saiba os cuidados para se ter no mar e na areia

SEGURANÇA - Confira as dicas para aproveitar a praia e não transformar seu passeio em tragédia



Na praia, saiba os cuidados para se ter no mar e na areia

Compatilhar:

Em dias ensolarados o convite perfeito para quem está em uma cidade litorânea é curtir as férias à beira-mar. Proposta é irresistível principalmente aos turistas que aproveitam o tempo de folga para se aventurar em roteiros praianos. Mas se o tempo fechar, a orientação é para que os banhistas procurem lugares seguros, de preferência locais fechados. Essa e outras dicas de segurança na areia e no mar são recomendadas pela tenente do Grupamento de Bombeiros Marítimos de Itanhaém, Carolina Akamine.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Twitter e no Facebook

Confira as fotos

Muitas tragédias envolvendo raios e afogamentos podem ser impedidas se as vítimas conhecerem os limites e as regras de segurança. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apontam que 80% das mortes por raio ocorrem por falhas na proteção, considerando, inclusive, que o Estado de São Paulo é o que possui maior índice de queda de raios no Brasil.

“Em casos de chuvas ou trovoadas se retirar imediatamente da praia e procurar um abrigo mais próximo. Não fique embaixo de árvores ou guarda-sol, o ideal é se abrigar em uma edificação, longe de janelas. Para aproveitar a praia em segurança, é primordial que o banhista respeite sempre a orientação do guarda-vidas”.

Casos de afogamento são outros fatores bastante comuns em praias. Para que a diversão não termine em tragédia, é necessário ter cautela ao entrar em rios e praias, principalmente quando o ambiente é desconhecido. “É imprescindível que a população obedeça e respeite as placas de sinalização, elas normalmente indicam onde estão os perigos do mar e a corrente de retorno. Esta corrente é o retorno da água para dentro do mar, trazida pelas ondas. É preciso ter cuidado porque ela arrasta as vítimas para o mar. A orientação para sair de uma corrente de retorno é sempre pela lateral à praia. Se você for um bom nadador, nade na diagonal. Em caso de mau nadador, peça ajuda levantando as mãos e boiando.

Para criança a regra pode parecer simples, no entanto precisa ser seguida à risca. Os cuidados devem ser redobrados tanto no mar quanto na areia. É necessário adotar medidas para que o passeio não se torne um pesadelo. A pulseira de identificação pode ser solicitada a qualquer guarda-vidas que esteja no local. “Crianças com idade abaixo de cinco anos o ideal é estar ao alcance das mãos dos pais, os demais ao alcance da vista. Em caso de desaparecimento, procure imediatamente o guarda-vidas, ele o ajudará na procura”, conclui Akamine.

Veja quais são as orientações do guarda-vidas:

Cuidados com raios

– Afaste-se de árvores e terrenos abertos;

– Não permaneça em piscinas, rios e praias;

– Evite ficar em morros e terrenos elevados;

– Evite o uso de telefone, a menos que seja sem fio ou celular;

– Caso não encontre um abrigo por perto, fique agachado com os pés juntos, curvado para frente, colocando as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles até a tempestade passar.

Cuidados com mar

– Nunca nade após ingerir bebidas alcoólicas, alimentos ou se estiver passando mal ou com frio;

– Evite aproximar-se de costões. Ao caminhar sobre as pedras destes ambientes, observe antes se uma onda não poderá atingi-lo e jogá-lo no mar;

– Para maior segurança, banhe-se num raio de 200m do posto de guarda-vidas;

– Respeite a placa de sinalização;

– Antes de mergulhar, certifique-se da profundidade. Um acidente pode provocar sequelas irreversíveis;

Cuidados com crianças

– Crianças exigem cuidado redobrado. Não as perca de vista;

– Sempre que possível, opte pelo uso do colete salva-vidas ao invés de objetos flutuantes;

– Procure uma pulseira de identificação.


Palavras-chave: , , ,