Publicado em: 25/01/2017 - Última modificação: 11/09/2017 - 18:38
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Turistas embarcam em uma viagem para conhecer a trajetória de José de Anchieta

PASSEIO - Local é visitado por diversas pessoas durante a temporada de verão



Passarela do Anchieta
Na passarela, que dá acesso ao monumento cultural, existem alguns arcos que contam um pouco da história de Anchieta

Compatilhar:

Um lugar muito visitado por turistas e moradores que não se cansam de admirar as belezas naturais das paisagens que se apresentam durante todo o passeio, um verdadeiro pedacinho da história de São José de Anchieta, canonizado em 2014, pelo papa Francisco, como o terceiro santo brasileiro. Mesmo aqueles que não conhecem toda a estima desta figura icônica para a história de Itanhaém e do Brasil conseguem viajar por alguns momentos vividos por ele ao atravessar a Passarela e chegar à Cama de Anchieta.

Confira as fotos

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Para chegar à Cama de Anchieta, um dos pontos turísticos mais visitados de Itanhaém, as pessoas curtem uma bela paisagem, das águas do mar que vão de encontro com as rochas. Na passarela, que dá acesso ao monumento cultural, existem alguns arcos que contam um pouco da história de Anchieta.

O ponto é conhecido por ser ideal para relaxar, curtir a natureza, renovar as energias, registrar lindas imagens, pescar ou até mesmo passear com amigos e a família. A formação rochosa, que fica entre o costão da Praia da Gruta e a Praia do Sonho, guarda uma lenda que diz que a pedra era o local preferido do Padre José de Anchieta, onde ele passava momentos descansando e buscando inspiração para compor seus poemas e versos.

Outra lenda sobre o local é que o casal que se deitar nesta pedra, onde São José de Anchieta repousava, terá uma união abençoada eternamente. A passarela que leva turistas e moradores vai da Gruta Nossa Senhora de Lourdes até a Cama de Anchieta.

A passagem tem 220 metros de comprimento por 1,60 de largura, e é feita com ipê e materiais derivados do eucalipto ecológico, que é uma planta que substituiu madeiras nativas tradicionais. A passarela foi inaugurada em maio de 2006, uma parceria entre a Prefeitura de Itanhaém e o Governo das Ilhas Canárias, em La Laguna, onde o santo nasceu.

Claudinei Cosmo de Oliveira, de 52 anos, mora em São Paulo e tem casa de veraneio em Itanhaém, no bairro Cibratel II, há quase doze anos. Sempre que pode, o turista passa alguns dias na Cidade e pesca na Cama de Anchieta. “Eu e minha família passamos as férias em Itanhaém, amamos este lugar. Adoramos visitar a Cama de Anchieta, é um lugar diferenciado e muito bonito”, conta.

Claudinei também tem o hábito de ir à Cama de Anchieta com seu filho, para pescar. “Gosto de pescaria, mas também sempre vamos ao Rio Itanhaém. As ondas batendo nas pedras, a passarela. Tudo é lindo”, finalizou.

 

 

Passarela de Anchieta

Outra turista que adora as belezas naturais do local é Sara dos Santos, de 20 anos. “Adoro vir aqui para curtir a natureza e relaxar, ouvindo o barulho do mar. É ótimo para pensar e renovar as energias”, explicou.

Sara, que é de Minas Gerais, estava acompanhada de uma amiga, Vitória Giovana Almeida Moreira, de 17 anos, que visitava a Cama de Anchieta pela primeira vez. “A paisagem é bonita. Acho um lugar interessante para fazer fotografias, é maravilhoso”, afirmou.


Palavras-chave: , ,