Publicado em: 27/01/2017 - Última modificação: 02/02/2017 - 20:14
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Mulheres investem em curso que antes era dominado por homens

VIA RÁPIDA EXPRESSO - Elas estão entre os 50 alunos do curso de pintura predial ofertado pelo Programa Via Rápida Expresso, do Governo do Estado



Mulheres investem em curso que antes era dominado por homens

Compatilhar:

O que Ana Lúcia Joaquim da Silva Pimenta, de 60 anos e Quitéria Lopes de Oliveira, de 60 anos têm em comum? A resposta pode parecer óbvia quando comparadas as idades, mas o que as unem nada tem a ver com os anos de vida. A semelhança está na determinação em conquistar um certificado de qualificação profissional, que no futuro valerá como uma porta de entrada para o mercado de trabalho. As duas estão entre os 50 alunos do curso de pintura predial ofertado pelo Programa Via Rápida Expresso, do Governo do Estado, iniciado no último dia 23 e término previsto para 17 de fevereiro.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Neste curso, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, os alunos aprendem a identificar e resolver problemas na superfície em que serão aplicadas as técnicas de pintura e o acabamento final. Diferentes tipos de tintas, efeitos das cores sobre as superfícies e texturas também fazem parte dos assuntos estudados em classe. Aulas que serão carregadas na memória por Ana Lúcia Joaquim da Silva Pimenta, que, por problemas financeiros e de saúde, não conseguiu concluir os estudos em pedagogia, em São Paulo. Há um e ano e meio é moradora de Itanhaém, residente do bairro Gaivota, e desde que se mudou para o Município participa de cursos de qualificação para conseguir uma renda extra.

 

Via Rápida Emprego

“As pessoas costumam reclamar de trabalho, mas muitos não têm qualificação para o emprego. Às vezes a pessoa até tem conhecimento, mas a falta do certificado é o grande empecilho para entrar numa empresa. É por este e outros motivos que participa de todos os cursos que a Cidade oferece”, ressalta Ana Lúcia, que está animada com os módulos da Via Rápida porque vai ajudar nas “reformas” em casa. “Além de ser uma nova profissão, vou poder ajudar na pintura residencial”.

Outra curiosidade nas aulas de pintura predial é o estudo da técnica, que foi avançando com o passar dos anos. Assunto que tem encantado Quitéria Lopes de Oliveira desde o primeiro encontro. “Todos os dias aprendemos algo novo. São detalhes que às vezes parecem simples, mas que fazem toda a diferença. Por isso é importante participar do curso com profissionais da área para aprender técnicas e planejar o dia a dia de um pintor”, explica Quitéria, que é moradora do Guapurá.

As aulas são apostiladas e acontecem em dois locais de Itanhaém, nas escolas estaduais Benedito Calixto (Centro) e Silvia Jorge Pollastrini (Belas Artes). Ao final das atividades teóricas, o conhecimento será posto em prática com a pintura das unidades escolares. Exatamente o que espera Moisés da Silva Lira, de 35 anos, pintor amador há quatro anos. “Trabalho na área, mas não tenho certificado. Para muitas empresas, o certificado é uma espécie de RG”, explica.


Palavras-chave: , ,