Publicado em: 20/02/2017 - Última modificação: 20/02/2017 - 19:22
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Sabe o segredo para a longevidade? Bem-vindo ao Grupo Conviver, animado para o Carnaval

FOLIA - Receita da animação está intrínseca nas atividades desenvolvidas pelo projeto que tem como essência aumentar a qualidade de vida



Conviver animado para o Carnaval
Atividades são realizadas de segunda a sexta-feira

Compatilhar:

Qual é o segredo para uma vida longa e saudável? Uma indagação muito frequente para quem chegou aos anos de ouro, a famosa terceira idade. A versatilidade de cuidar do corpo e da mente tornou-se uma filosofia de vida aos idosos do Grupo Conviver, que aproveitam o tempo livre para as aulas de dançaterapia, caminhada, alongamento, yoga, dança de salão, academia, hidroginástica e natação. Hoje, eles se preparam para fazer bonito no Carnaval. A receita está intrínseca nas atividades desenvolvidas pelo projeto que tem como essência promover a qualidade de vida.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Confira as fotos

O sol está nascendo, são quase 6 horas da manhã e dona Vera Lúcia de Queiroz Baptista, de 65 anos, está de pé no pique de iniciar mais uma atividade no Grupo Conviver. Ela sabe que hoje é dia de caminhada pela Nova Orla do Centro e de ensaio para o desfile de Carnaval. “Esta rotina mudou a minha vida, minha realidade é outra por causa das atividades e do convívio com os demais integrantes do projeto. Fiz amizades que carregarei para sempre”, conta.

A programação é gratuita e desenvolvida diariamente por uma equipe da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, composta por assistente social e educador físico. O coordenador do Grupo Conviver, Alessandro Galvão Santos Cesar, de 38 anos, entende que os encontros, que costumam reunir mais de 200 idosos todos os dias, fortalecem o vínculo e promovem a interação do público da melhor idade, como eles se denominam. “Estou há 12 anos aqui e tenho acompanhado a transformação que chega a 80% dos casos. Hoje, muitos trocam remédios por atividades físicas, isto é, aumentam a qualidade de vida. Temos relatos de pessoas que sofriam de depressão, mas por causa das ações realizadas no Conviver a situação mudou e melhorou muito para eles”.

O aposentado Valentim Paixão Filho, de 76 anos, trabalhou há 32 anos na mesma empresa, em São Paulo. Acompanhado da esposa, costumava visitar Itanhaém nas férias, tempo suficiente para escolher a segunda Cidade mais antiga do Brasil como moradia. “Em 2008 me mudei para Itanhaém e, desde então, comecei a frequentar o lugar. Tive depressão e este lugar me ajudou a superar os desafios. Fico a manhã inteira e participo de todas as aulas, adoro os amigos e os professores”, conclui, sorridente.


Palavras-chave: , ,