Publicado em: 18/10/2017 - Última modificação: 19/10/2017 - 18:42
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Teatro incentiva alunos da EM Lions Clube no combate ao mosquito Aedes aegypti

ARTE - Cerca de 230 estudantes da pré-escola ao 5º ano do Ensino Fundamental assistiram à peça teatral "Contra a dengue: todos podem agir"



Neste ano, 4.300 alunos já assistiram à peça de teatro reforçando os cuidados com o transmissor

Compatilhar:

Um cenário lúdico, personagens alegres e muita informação foram os elementos utilizados para conscientizar crianças de 4 a 9 anos da Rede Municipal de Itanhaém sobre os problemas da dengue, zika vírus e chikungunya, doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti. Nesta quarta-feira, (18), cerca de 230 estudantes da pré-escola ao 5º ano do Ensino Fundamental assistiram à peça teatral “Contra a dengue: todos podem agir”.

Confira as fotos

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Neste ano, 4.300 alunos já assistiram à peça de teatro reforçando os cuidados com o transmissor. As apresentações já foram realizadas na Creche Jeanette Sciasci Casarin, EM Prof.ª Ignez Martins, EM Prof.ª Shirley Mariano Estriga, EM Leonor Mendes de Barros, EM Maria da Conceição Carvalho Batista, EM Prof. Luiz Gonzaga S. Fonseca, Creche Nádia Rezek Barbosa, EM Profª Dalva Dati Ruivo, Tia Pombinha, EM Profª Maria Patrocina Condota, EM Lilian Ap. Borges Prado e EM Lions Clube. Futuramente, outras unidades de ensino também receberão a atividade.

“Os alunos ficaram bastante empolgados com a peça e, certamente, ajudarão a conscientizar os familiares sobre este assunto. A apresentação foi bastante interativa e as crianças aprenderam se divertindo”, falou o diretor da escola, Carlos Alberto Stabuto.

Sandra Santos, agente e responsável pela Informação, Educação e Comunicação (IEC) do Serviço de Controle de Endemias, fala da importância desta ação. “O intuito do projeto é levar conhecimento de forma simples e transformar a criança em um multiplicador do nosso trabalho e todos saíram ganhando, principalmente os alunos, pois cada um terá maior conhecimento sobre esse mosquito e tudo que ele pode nos causar”.

Tainá Karoline Gomes Rezende, de 7 anos, ficou muito feliz e vai conscientizar toda família sobre os cuidados com o mosquito. “Eu achei muito legal, aprendi bastante. A gente precisa cuidar da nossa casa para que ninguém fique doente”.

De acordo com o Departamento Epidemiológico, de janeiro a outubro, foram visitadas 55.682 residências na Cidade. Além disso, diariamente os agentes visitam as residências para orientar os moradores sobre como deve ser evitada a presença dos criadouros e sobre o tratamento da doença. Denúncias referentes aos focos do mosquito podem ser feitas pelo telefone (13) 3422-1944.


Palavras-chave: , , ,