Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 20/07/2018 - Última modificação: 26/07/2018 - 16:25
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Viver com o Conviver, uma experiência para o bem-estar do corpo e da mente

TERCEIRA IDADE - Mais de 3 mil pessoas da terceira idade participam de atividades diárias, que ampliam o relacionamento entre os idosos



As atividades do grupo estão localizadas no antigo Iate Clube

Compartilhar:

Após os 60 anos, o aposentado Francisco Fonseca, hoje com 67, passou a dedicar mais tempo do seu dia aos cuidados do corpo. Uma filosofia já encontrada nas atividades do Grupo Conviver que tem o ajudado há quase dois anos tanto no condicionamento físico quanto no bem-estar da mente. “A prática é uma ginástica também para o cérebro”, explica o jovem senhor que tem pique de adolescente quando o assunto envolve os exercícios físicos oferecidos no local.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Francisco passou grande parte da sua vida em São Paulo, capital, mas encontrou em Itanhaém uma rotina dentro de um cronograma que inclui: dança, musculação, alongamento, vôlei, yoga, pintura em tela, caminhada, caligrafia, taekwondo, bocha, jogos de mesa, tai chi chuan, aulas de caiaque e reforço na alfabetização. “Além da programação, que é diária, a interação também me permite ter um círculo de amizade e um estilo de vida mais saudável”.

A sede do Grupo Conviver, vinculada à Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, está localizada no antigo Iate Clube. Ele e mais de 3 mil pessoas da terceira idade participam de atividades diárias, que ampliam o relacionamento entre os idosos e enseja novas possibilidades, como é o caso das aulas de caiaque.

“Nosso projeto é totalmente voltado para a qualidade de vida, para o fortalecimento de vínculo entre as pessoas. Muitos não saíam de casa, mas com as atividades estão criando hábitos, se integrando e cooperando. Alguns eram tímidos, mas hoje estão mais falantes, mais ativos. 90% das pessoas que estão no Conviver sofrem ou sofreram de depressão, e a programação desenvolvida ajuda a aumentar essa autoestima”, explica o educador físico e diretor do Grupo Conviver, Alessandro Galvão dos Santos César.

Ercília Ramires Fernandes, de 67 anos, ou Ciça, como faz questão de ser chamada, tem uma vida para lá de ativa no Conviver. Ela esteve afastada por dois anos, mas agora está de volta. “Faço musculação, zumba e outros. Vieram muitas coisas boas para mim, especialmente a amizade. Alegria eu tenho de sobra, mas ela se renova com as atividades que faço aqui. Além disso, temos acompanhamento médico”.

DADOS – Pesquisa apresentada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou uma tendência considerável para o perfil etário no Brasil. O público idoso triplicará entre 2010 e 2050, um crescimento populacional que saltará de 20 milhões para 65 milhões. Ainda segundo dados do IBGE, o número será perceptivo em 2030, quando o percentual de pessoas com idade superior a 60 anos chegará a 18%, equivalente a 41,5 milhões, ultrapassando a marca de crianças de 0 a 14 anos, 17,6%, que representa um total de 39,2 milhões.


Palavras-chave: , , ,