Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo

Mais Saúde nos Bairros


Intensificar as ações voltadas para a saúde preventiva é objetivo do Programa Mais Saúde nos Bairros. A Prefeitura de Itanhaém contratou novos médicos, reformou diversas unidades básicas de saúde e investe permanentemente na capacitação dos servidores. A Administração Municipal entregou em 2015 e 2016 a nova Unidade de Saúde da Família (USF) no Loty e Centro. Atualmente, está em construção a USF Jardim Grandesp e do Centro de Infectologia de Itanhaém (CINI).

Ações como esta fizeram de Itanhaém obter a terceira melhor avaliação da Região Metropolitana da Baixada Santista na área da Saúde Pública, de acordo com a avaliação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). O órgão realiza anualmente o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), que mede a eficiência das administrações paulistas, e considerou o setor em Itanhaém com conceito ‘B+’ (muito efetiva) no exercício de 2016. Em relação ao ano anterior, a Cidade subiu positivamente, de B (efetiva) para B+.

Outro dado que mostra o avanço nos serviços de saúde é a taxa de mortalidade infantil divulgada pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), do Governo do Estado. Itanhaém tem a segunda menor taxa da Região Metropolitana da Baixada Santista (11,4 para mil nascidos vivos).

Seguindo o trabalho de padronização e modernização das USFs, duas das maiores unidades da Cidade irão passar por ampla reforma: Savoy e Guapiranga. As obras irão beneficiar uma população estimada em cerca de 18 mil pessoas.

Outro benefício para a população é o novo complexo que irá abrigar o Centro de Especialidades Médicas de Itanhaém (CEMI), Fisioterapia Municipal e o Centro Municipal de Reabilitação (CMR). O local permitirá uma maior estrutura, pequenas cirurgias, uma sala cirúrgica e uma ala de ortopedia que ficará próxima às salas de gesso e raio-x.

Na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, o programa Cidade Saudável está presente no item Gestão da saúde pública, que prevê: “planejar e operacionalizar as políticas do Sistema Único de Saúde, por meio do desenvolvimento de mecanismos de controle e avaliação. Prestar assistência nas áreas básicas a promoção, prevenção, tratamento e recuperação da saúde de forma humanizada na rede municipal de saúde”.

Entre as principais ações propostas no Plano de Governo (2017-2020) para a área da Saúde estão:

  • Entregar à população o novo prédio do Centro de Especialidades Médicas de Itanhaém, em construção na Rua Expedicionário Poitena, no Centro e os centros de fisioterapia e de reabilitação
  • Concluir o projeto para a implantação de uma Ala Infantil na UPA
  • Criar o Programa Saúde Amiga da Criança, priorizando o atendimento da população infantil
  • Priorizar formação em manejo em pediatria na UPA e USFs
  • Reformar a unidade básica de saúde do Guapiranga
  • Construir uma unidade básica de saúde no Guapurá
  • Entregar à população a unidade básica de saúde do Grandesp
  • Fortalecer o Comitê Gestor de Combate ao mosquito Aedes, transmissor da dengue, zika e chikungunya
  • Criar o Web Check-in, um sistema on-line de agendamento e confirmação de consultas e retornos
  • Integrar todos os sistemas informatizados nas unidades, serviços e setores (recepções e regulação, medicamentos e insumos – farmácias) e planejamento
  • Ampliar as equipes e investir na melhoria das ações dos Agentes de Saúde da Família e Agentes de Endemias, visando a melhora na coleta de dados informatizada, disponibilizando computadores portáveis (Tablets) e bicicletas para o trabalho cotidiano
  • Ampliar as ações da Saúde na zona rural
  • Ampliar e renovar a frota de ambulâncias
  • Criar o Núcleo de Atendimento ao Idoso
  • Implantar o Centro Integrado de Imagem
  • Implantar o Projeto Fila Zero, por meio de um calendário anual do Mutirão de Especialidades Médicas
  • Padronizar todas as unidades de Saúde no conceito de humanização do atendimento
  • Viabilizar a abertura de um hospital privado
  • Incentivar e realizar campanhas anuais de prevenção e conscientização da população em aleitamento materno, tuberculose, hanseníase, tracoma, arboviroses, DST/Aids, hepatites
  • Organizar grupo de trabalho para prevenção da transmissão vertical (mãe-bebê) do HIV, Sífilis e Hepatite B envolvendo Programa DST/AIDS, CINI, Saúde da Mulher, Criança, Atenção Básica, maternidade, Vigilância em Saúde, CESCRIM e Comitê de Prevenção da Mortalidade Materna e Infantil
  • Aprimorar qualidade e preenchimento de carteiras de gestantes
  • Fortalecer convênios com entidades para ampliar atendimento na Zoonose
  • Fortalecer o Programa Cidade Saudável, com o incentivo à prática da atividade física em todos os bairros, praças, orla, clubes, associações e centros comunitários
  • Fortalecer as ações do Programa Municipal de Equoterapia
  • Acelerar junto à Sabesp a retomada das obras de rede de esgoto e saneamento, Programa Onda Limpa e a retomada do Programa Se Liga na Rede. Consideramos que cada 1 real investido em captação e tratamento de esgoto corresponde a 4 reais a menos a serem gastos no tratamento de doenças decorrentes da ausência de saneamento
  • Requalificar o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas e Entorpecentes bem como fortalecer suas ações
  • Fortalecer as ações do Conselho Municipal de Saúde