Ecoturismo

image
Morro do Sapucaitava – Declarado de utilidade pública em 15 de março de 1962, mantém-se em boas condições de preservabilidade, com quase 100% de suas características originais, excetuando-se as construções do Iate Clube e algumas outras residências no entorno. É um dos passeios mais tradicionais, possuindo uma trilha que dá acesso a várias atrações e locais interessantes como a Praia da Saudade e dois mirantes de onde se obtém lindo visual da Praia dos Pescadores e costa marítima.
image
Pedra do Espia - Histórias populares contam que durante a 2ª Guerra Mundial, pela localização e visibilidade, o Morro do Sapucaitava foi usado para vigiar a costeira. Uma pedra do costão, que fica quase na altura do topo do Morro e está voltada para o oceano, na encosta íngreme, era o local onde ficava posicionada a vigilância, daí chamada de "Pedra do Espia" ("espiar”). Teve importante significado na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial, isso porque, neste período, antes do Brasil aderir ao conflito, alguns moradores da cidade garantiram ter visto uma embarcação de bananas descendo o Rio Itanhaém carregada de tambores de óleo diesel e em seguida um submarino alemão emergir para recolher todo o produto. A história nunca foi comprovada, mas 120 homens do Exército Brasileiro foram enviados ao Sapucaitava, onde passaram um ano e quatro meses patrulhando a área e pesquisando sobre um possível posto alemão instalado na costa do litoral paulista. O curioso é que, mesmo não tendo sido confirmada a passagem do submarino por Itanhaém, em 1943, a embarcação alemã U-513 torpedeou, em Iguape, o navio brasileiro Tutóia.
image
Morro do Piraguyra - Está situado a poucos metros do mar e do Rio Itanhaém, sendo formado por dois maciços, estando sua parte mais alta a 72 metros do nível do mar. A primeira elevação limita-se com a Praia dos Sonhos, com fauna e flora característica sob a influência direta do ar marinho e a outra porção é contornada pela via de acesso aos bairros da região do Belas Artes, ao lado do manguezal do Piraguira. Entre os dois maciços há um acesso que servia para chegar à antiga Caixa D’água e a várias antenas instaladas no local. Possui uma trilha que entremeia a floresta nele contida onde obtém-se lindo visual, avistando-se do lado direito o manguezal, o meandro do rio Itanhaém e a boca da barra e do outro lado pode-se avistar boa parte da Praia dos Sonhos e adjacências, em mirantes ao longo do circuito da rua.
image
Manguezal do Piraguira - O ecossistema estuarino, que abrange todo o ambiente é alimentado pelas águas salobras do encontro do Rio Itanhaém com o mar, sendo o manguezal situado nas suas margens considerado como um verdadeiro berçário da vida marinha. O manguezal do Piraguira, bem como os outros manguezais situados tanto na margem esquerda quanto da margem direita do Rio Itanhaém, são Áreas de Proteção Ambiental (APA) e tem uma excelente condição de conservação.
image
Morro do Paranambuco - O morro teve seu desbastamento a partir de 1960, levando ao surgimento das duas grandes rochas chamadas "Portal Místico". Segundo místicos e esotéricos há muita energia positiva irradiando das pedras e ao passar entre elas a pessoa vai deixar para trás as energias negativas e sairá dali com as energias renovadas e purificadas. Há rua asfaltada para acesso de carro ou pode-se também acessar por trilha que vem originária da Praia da Gruta. Visual único pode-se observar as Praias do Sonho e Cibratel com belíssimo visual, vista ampla da cidade, serras e oceano, além das Ilhas Queimadas Grande e Pequena. No reservatório de água que existe no local foram feitos os Painéis de Anchieta, obra confeccionada com pastilhas de vidro e que mostram um pouco da passagem do beato pela cidade.
image
Morro do Itaguaçu – Localizado no centro da cidade, o morro abriga o Convento Nossa Senhora da Conceição. No topo há um lindo mirante com visão do centro histórico, oceano e morro do Sapucaitava. O acesso é feito por uma rampa de 25 metros.
image
Parque Estadual da Serra do Mar (PESM) - Núcleo Curucutu – Possui cerca de 332.000 (trezentos e trinta e dois mil) hectares e contém a maior área contínua de Mata Atlântica preservada no Brasil. O Núcleo Curucutu, criado em 1977, juntamente com o Parque Estadual da Serra do Mar, abrange os municípios de Itanhaém, Mongaguá, São Paulo e Juquitiba. É uma Unidade de Conservação (UC) que contribui na regulação e preservação da qualidade do ar e do clima, na proteção dos mananciais, da biodiversidade da fauna e da flora, dos morros e das encostas. Possui diversas trilhas, lagoas e cachoeiras, proporcionando lazer e bem-estar aos visitantes e aos moradores do entorno, realizando conscientização ambiental através do ecoturismo organizado com autorização do Parque.
image zoo park
Zoo Parque Itanhaém - está localizado no bairro Jardim Coronel, na região do rio Preto. O Parque possui recinto para diversos tipos de animais silvestres como cobras, pacas, cotias, tucanos, araras, papagaios, carpas coloridas, tartarugas, macacos, jacarés, avestruzes, jabutis, 04 raças de coelhos, 14 raças de galinhas, diversas raças de cabras, ovelhas, perus, pavões, faisões, gansos, marrecos, patos, entre outros. Todos os animais são autorizados e foram destinados ao Parque quando apreendidos em ação fiscalizatória por órgãos oficiais em que a reintrodução na natureza não seja possível.
image
Cachoeira Três QuedasFazer uma trilha monitorada para a Cachoeira Três Quedas, a de maior vazão na região da serra do Guaperuvú, é uma das dicas para você que curte qualidade de vida, ecoturismo, lazer, fotografia e educação ambiental. A trilha para se chegar até a cachoeira leva cerca de 30 minutos. No caminho você vai se deparar com um poço natural conhecido por Lagoa Azul e no final da trilha você vai encontrar a cachoeira, é um dos maiores atrativos do passeio. Os atrativos naturais são exuberantes e possuem poços naturais indicados para o banho.TRAJETO: A área rural do Rio Branco é o caminho a ser percorrido, teremos uma parada para observar a Barragem de captação de água do rio Branco e o maravilhoso visual do Parque Estadual da Serra do Mar, passaremos por sítios e fazendas de produtores rurais que são referências nacional da Agricultura Familiar, além das grandes plantações de banana, historicamente conhecida na década de 60 quando Itanhaém exportava sua produção para a Argentina.