Turismo Pesca

image praia do tombo
Praia do Tombo - É o final da Praia de Itanhaém, junto à Boca da Barra, não é um local propício para banhos, devido ao relevo continental que está sempre sujeito às transformações da orla provocadas pela força das marés, possui uma areia mais grossa que o restante da praia.
Costões Rochosos
Costões Rochosos – São duas regiões, a primeira contorna o Morro do Paranambuco, desde a Gruta até a Praia do Cibratel e a segunda contorna o Morro do Sapucaitava, desde a Praia da Saudade até a Praia dos Pescadores. São locais com beleza muito particulares, de quietude e sossego, propiciando uma visão ampla e geral do oceano.
Pedra do Carioca ou Itaquanduva
Pedra do Carioca ou Itaquanduva - Carioca era um valente pescador de alto-mar. Intrépido, certo dia, impossibilitado, devido à ressaca do mar e à correnteza, de entrar no Rio Itanhaém pela barra, o corajoso timoneiro, com seu barco, atravessou o pequeno estreito entre a Itaquanduva e o Morro do Sapucaitava e a partir daí teve seu nome ligado ao local. A Pedra do Carioca permanece com seu desenho inalterado, oferecendo proteção às areias da Praia da Saudade e algumas vezes pescadores se aventuram a retirar algum marisco de suas pedras, mas é grande a impetuosidade das ondas batendo nas rochas.
Alameda Emídio de Souza
Alameda Emídio de Souza - Foi construída em meados do século XX e já passou por várias obras de urbanização. É um local muito procurado para pesca esportiva e dela se tem ótima visão dos barcos que adentram o rio vindos do oceano ou vice-versa. Na porção central da Alameda há um trapiche que é o ponto de saída de escunas para passeios no mar e ao lado da ponte o barco que faz passeio pelos rios.
Píer de Pesca
Píer de Pesca - Roteiro do Pescador - É uma construção da década de 1970 para aportamento de barcos, mas começou a ser utilizado como plataforma de pesca proporcionando lazer a pescadores esportistas. O Píer possui muro de proteção, quiosques e estacionamento. Diversos boxes de vendas de peixes estão no local, que é bem tranquilo e livre de intervenções sonoras, com a belíssima paisagem do grande e conservado Manguezal (Piraguira).
Guaraú
Guaraú - É um pequeno reduto de pescadores situado ao lado da ponte da Rodovia Pe. Manoel da Nóbrega. O bairro sempre foi habitado por pescadores e ainda mantém sua linha arquitetônica original, com residências baixas, e abriga hoje oficinas de barcos e trapiches, ficando ali ancorados alguns barcos pesqueiros e também para locação turística que saem para o mar.
image praia da saudade
Praia da Saudade – Seu nome está ligado a bucolidade do local, deserto e sossegado, com águas calmas. É localizada aos pés do Morro do Sapucaitava.
image ilha das cabras
Ilha das Cabras (Praia dos Pescadores) – Pequena ilha localizada em frente à Praia dos Pescadores, cujo acesso é possível quando das marés baixas. Apropriada para pesca, no local são encontrados ouriços do mar e uma grande quantidade de mariscos.
image boca da barra
Boca da Barra - É a foz do Rio Itanhaém. A presença suntuosa do Morro do Sapucaitava, o Rio Itanhaém e a Pedra do Carioca, formam um panorama várias vezes retratado por pintores. É o local de entrada e saída dos barcos para o mar, manobra que requer sempre muita cautela e habilidade.
image
Rio Itanhaém - Tem sua importância histórica e econômica para o município, pois através dele circulam embarcações destinadas ao turismo e entrada e saída de barcos pesqueiros que acessam o mar. Possui 7 km de extensão, desde a sua foz até a Ilha do Bairro do Rio Acima, onde há a confluência dos Rios Branco e Preto.
Rio Preto
Rio Preto - Tendo sua nascente na região das “Lamas Negras” (Peruíbe), tem uma extensão aproximada de 30 km e um desnível de 3 m trazendo a coloração escura dos sedimentos naturais, até seu encontro com o Rio Branco. O Rio Preto é um dos mais importantes afluentes para a formação do Rio Itanhaém, após ter recebido as águas de importantes cursos d’água como o Tambotica, Taquaru, Itariru e o grande volume de águas renovadas da Lagoa do (Morro) Boacica. Devido à sua geografia, ocorrem transbordamentos de sua calha na época das cheias e chuvas, o que impede a ocupação e desmatamento das matas ciliares que estão muito bem conservadas ao longo de seu percurso e que protegem e prosperam uma imensa gama de fauna nativa.
Rio Branco
Rio Branco - O Rio Branco tem uma extensão aproximada de 30 km e com um desnível de 5 m até seu encontro com o Rio Preto. O rio nasce da junção do Rio Capivari e do Rio Branco de Cima, e desce sem grandes quedas, passando apenas por pequenas corredeiras até o vale do Rio Branco que corre, na parte inicial, entre duas serras como uma calha; nesta localidade a água é mais clara por ter, em grande parte de sua extensão, fundo rochoso. O Rio Branco é o principal responsável pelo abastecimento de água da cidade e região.
Rio Aguapeú
Rio Aguapeú - Nasce em Mongaguá da junção do rio Bichoró e Mineiro, com profundidade média de 2,5 m, percorrendo todo seu percurso na planície e desembocando suas águas escuras no Rio Branco. Em determinados dias é possível verificar suas águas lado a lado com as águas claras do Rio Branco sem que se misturem, proporcionando um espetáculo sem igual.
Parcel da Conceição
Parcel da Conceição - O Parcel da Conceição é o mais próximo da costa e localiza-se na direção da Ilha Queimada Pequena, é um bom local para a prática de pesca esportiva.
Parcel dos Reis
Parcel dos Reis - O Parcel dos Reis também se localiza ao redor da Ilha Queimada Grande. Bom local para a prática de pesca esportiva e mergulho.