Serviços
acessibilidade



Publicado em: 01/07/2022 - Última modificação: 07/07/2022 - 16:33
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Programa Inclusão Produtiva Jovem oferta cursos gratuitos aos alunos do ensino médio de Itanhaém

OPORTUNIDADE - A iniciativa objetiva proporcionar qualificação aos jovens para o ingresso no mercado de trabalho



Compartilhar:

A Prefeitura de Itanhaém, por meio do programa Inclusão Produtiva iniciou nesta semana a capacitação de 200 alunos oriundos da rede estadual de ensino. Totalmente online, os cursos são oferecidos pela Faculdade Unopar de Ponta Grossa, e o Instituto Mundo Melhor (SICOOB) com objetivo de proporcionar qualificação aos jovens para o ingresso no mercado de trabalho.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Nesta primeira etapa foram contemplados alunos do ensino médio das escolas Jon Teodoresco, Rogê Ferreira e Rosélia Braga Xavier. A seleção se deu pelas gestoras das unidades escolares, por meio da demonstração de interesse dos jovens e também devido à condição de vulnerabilidade social.

Na ocasião também foi realizado o anúncio de 50 vagas de estágio para adolescentes acima de 16 anos. Esta ação é uma iniciativa da união entre as secretarias de Educação, Cultura e Esportes; Administração e Relações do Trabalho, por meio do Programa Municipal de Formação e Especialização (PROFORME).

“Com os certificados pretendo melhorar meu currículo, ajudando também na área do curso técnico que faço: Desenvolvimento de Sistemas. Creio que estes cursos que nos foram disponibilizados me agregarão muito no futuro”, explicou o aluno do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Rosélia Braga Xavier, Thiago Cardoso.

O programa Inclusão Produtiva Jovem é um planejamento estratégico do Departamento de Educação Social da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes que visa atender os jovens munícipes estudantes da rede estadual de ensino. Nele, o jovem é o centro da mudança promovendo a aproximação entre as ações do governo e a demanda de seus anseios, criando uma cultura de participação social. Desta forma, a gestão escuta o jovem para propor ações que vão de encontro com os seus desejos.