Serviços
acessibilidade



Publicado em: 22/07/2022 - Última modificação: 28/07/2022 - 16:45
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Prefeitura alerta quanto ao número elevado de pacientes faltosos em consultas e exames médicos

ABSENTEÍSMO - Em Itanhaém, a taxa de faltas em consultas tem uma média de 25%, podendo chegar a mais de 30% em exames como eletrocardiograma e 40% em RX



Compartilhar:

Você sabia que quando marca uma consulta ou exame e não comparece outra pessoa deixa de ser atendida? Certamente, a maioria dos casos de falta em consultas agendadas na Rede Municipal de Saúde acontece por motivos de força maior, contudo, mesmo não podendo comparecer, o beneficiário pode e deve desmarcar a consulta com antecedência mínima de 24 horas.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Em Itanhaém, a taxa de absenteísmo (faltas) em consultas tem uma média de 25%, podendo chegar a mais de 30% em exames como eletrocardiograma e 40% em RX. Faltar a uma consulta, sem aviso prévio, ocasiona transtornos como o aumento de tempo na fila de espera, e, consequentemente, reclamações em relação à demora do atendimento, como ainda o desperdício de recurso público.

“As faltas injustificadas e sem aviso, prejudicam pacientes que estão na fila de espera e diminuem a oferta de vagas por especialidades disponibilizadas. É fundamental que a população se conscientize e colabore com o nosso trabalho, assim estaremos respeitando todos os profissionais e usuários do Sistema de Saúde”, afirmou a secretária de Saúde, Guacira Nóbrega Barbi.

É simples cancelar a consulta agendada e contribuir para a redução do índice de absenteísmo: Em caso de necessidade de falta, é recomendado que o paciente informe a Unidade de Saúde da Família (USF) de referência, ou avise ao Agente Comunitário de Saúde do bairro onde mora. O ideal é que a ausência seja notificada com, pelo menos, 24 horas de antecedência, para que outro paciente seja encaixado. Esta pequena ação pode salvar vidas.