Serviços
acessibilidade



Publicado em: 16/08/2022 - Última modificação: 16/08/2022 - 17:03
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Itanhaém recebe “Circuito Sesc de Artes” neste sábado (20) com diversas atrações

CULTURA - O evento acontece a partir das 16 horas, na Praça Narciso de Andrade, mas em caso de mau tempo, será transferido para a Escola Municipal Osmar Rodrigues, no Gaivota



Compartilhar:

Itanhaém recebe neste sábado (20) o Circuito Sesc de Artes, promovido pelo Sesc São Paulo em parceria com a Prefeitura de Itanhaém. A iniciativa acontece na Praça Narciso de Andrade no Centro, a partir das 16 horas, e contará com apresentações de teatro, dança, circo, shows musicais, oficinas, intervenções, vivências, ações literárias, cinematográficas, de artes visuais e tecnologias.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Vale salientar que em caso de mau tempo a programação será transferida para as dependências da Escola Municipal Osmar Rodrigues, localizada na Rua Mato Grosso, 597, no Gaivota.

A programação, para todas as idades e interesses, passa por 118 municípios da Grande São Paulo, interior e litoral paulista, envolvendo mais de 500 profissionais das artes de diversos estados do Brasil. A edição 2022 do Circuito Sesc de Artes intensifica o olhar para toda a diversidade de pessoas, com intuito de fomentar, fortalecer e ampliar o espaço de diálogo e convivência, o respeito e a transformação social.

Durante um dia, em cada município, os artistas realizam os espetáculos, shows e oficinas em espaços públicos, fundamentais para o convívio social e a troca de experiências e aprendizados, favorecendo os encontros e os afetos em uma perspectiva do desenvolvimento humano por meio da arte e da cultura.

Confira a programação completa de Itanhaém:

●  BANDEIRINHAS DE PAPEL:

Artes visuais e tecnologias – Inspirada nas bandeirinhas mexicanas, mas invocando símbolos da cultura brasileira, a atividade propõe a criação de recortes com tesoura e papel dobrado colorido, partindo de desenhos regionais. As bandeirinhas confeccionadas serão posteriormente expostas com barbante. 

●  CABARÉZIN DA NEGA:

Circo – Espetáculo circense musical formado por quatro palhaços que se juntam a uma banda para compor um cabaré irreverente orquestrado pela Madame Froda. Com números de palhaçaria, dança, ilusionismo e paródias, a plateia é convidada a participar do show que aborda de forma bem humorada temas como a representatividade feminina. 

●  EU NÃO DANÇAREI SEM VOCÊ:

Dança – Utilizando a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a técnica do sapateado, os dançarinos da companhia de Ribeirão Preto convidam crianças e adultos a se apropriar da dança de modo intuitivo e transpor a barreira de espectador para participante ativo. 

●  BAILE CHARME SHOW:

Música – A celebração musical é comandada pelo cantor e compositor Gabriel Moura, fundador do extinto grupo Farofa Carioca, e inspirada no programa televisivo norte-americano “Soul Train”, exibido na década de 1970. Dança, suingue e as diferentes vertentes da black music, do charme ao soul, passando pelo R&B, invadem o baile.

●  CORTEJO ENCANTADO:

Teatro – A obra cênica traz a força da cultura popular e dos povos indígenas, com a presença de personagens místicos. O espetáculo narra a passagem terrena dessas entidades, com cantos na língua guarani e torés, danças tradicionais indígenas do povo Kariri-Xocó, grupo que habita as margens do Rio São Francisco, no estado de Alagoas. 

●  ACONCHEGO:

Literatura – Um convite ao encontro com os livros e com as histórias por meio da mediação de leitura, com o objetivo de aproximar a primeira infância da literatura. O contato das crianças com as narrativas literárias auxilia no seu desenvolvimento físico, emocional, social e cognitivo.

●  OS DOCES POÉTICOS DE CORA CORALINA:

Literatura – A poeta goiana Cora Coralina (1889-1985) combinou palavras e sentimentos com a feitura dos doces que tanto amava. É ela a inspiração para esta intervenção poético-literária com cheiro de cravo e canela, que propõe a criação de poemas em tempo real, a partir das sensações relatadas pelo público, após ouvir e ler as obras da autora.