Serviços
acessibilidade



Publicado em: 22/08/2022 - Última modificação: 25/08/2022 - 19:24
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Itanhaém realiza monitoramento conjunto contra fungo na Área Rural

AGRICULTURA - A iniciativa ocorreu nos dias 16 e 17 deste mês, em 10 propriedades na região da Microbacia do Rio Branco



O objetivo principal é comprovar que a Fusariose Raça 4 Tropical não está presente no Brasil e conscientizar os produtores rurais

Compartilhar:

Com o objetivo de conscientizar os produtores da Cidade, o Departamento de Agricultura, em conjunto com o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, realizou uma ação conjunta na Área Rural do Município. A iniciativa ocorreu nos dias 16 e 17 deste mês, em 10 propriedades na região da Microbacia do Rio Branco, incluindo agricultores familiares e produtores com grandes áreas de cultivo de banana.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

O objetivo principal é comprovar que a Fusariose Raça 4 Tropical não está presente no Brasil e conscientizar os produtores rurais dos melhores procedimentos para que este fungo fique longe dos bananais da Cidade. O fungo é destruidor e já causou danos econômicos consideráveis na Ásia, África e América do Sul.

Estiveram presentes em Itanhaém o engenheiro agrônomo do Governo Federal, Dr. Wilson da Silva Moraes, e a sua equipe técnica. Esta operação já acontece há quatro anos, mas foi a primeira vez que estiveram em Itanhaém. As visitas foram previamente agendadas pelos técnicos do Departamento de Agricultura de Itanhaém.

Em cada propriedade foram retiradas amostras para serem enviadas a um laboratório credenciado, onde serão observadas a presença ou não do “Moko da Bananeira”, que já está presente na Região Amazônica, e da Fusariose Raça 4 Tropical, que ainda não foi detectada no Brasil. No encerramento da missão, os agricultores foram contemplados com palestras sobre o “Mal do Panamá” e “Manejo da Sigatoka Negra na Cultura da Banana”.

Cuidado no manejo, trânsito de veículos nas propriedades e aquisição de mudas de laboratório são medidas mitigadoras para evitar a chegada do fungo. “Temos que retardar a entrada da raça 4 da Fusariose no Brasil até que tenhamos uma variedade resistente disponível no mercado”, explicou Dr. Wilson, que é fitopatologista e  estudioso da cultura da banana.

Um estudo já está sendo feito pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em países onde já foi identificado a Raça 4 Tropical. “Precisamos manter uma rede de troca de informações com técnicos do estado e do Governo Federal para nos mantermos atualizados e conscientes dos desafios de uma agricultura bem manejada e produtiva”, destacou o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Jorge Penha.

Para mais informações sobre o assunto, entrar em contato pelo telefone (13) 3421 1800 (Ramal 16). O Departamento de Agricultura fica no Espaço do Empreendedor, na Rua dos Fundadores, 565, sala 9, no Belas Artes.


Palavras-chave: , , ,