Publicado em: 30/06/2017 - Última modificação: 04/07/2017 - 17:37
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Curso Super MEI entrega certificados aos alunos

OPORTUNIDADE - Agora, os participantes estão habilitados a participar do programa Juro Zero Empreendedor



Super MEI
A iniciativa é do Sebrae Aqui de Itanhaém e as atividades aconteceram na ETEC.

Compatilhar:

Nesta quinta-feira (29), o programa Super MEI entregou certificados de conclusão de curso aos alunos de instalação e reparação de redes de computador. A iniciativa é do SEBRAE Aqui de Itanhaém e as atividades aconteceram na ETEC. Agora, os participantes estão habilitados a participar do programa Juro Zero Empreendedor, que disponibiliza a concessão de financiamentos para o capital de giro e a compra de máquinas e equipamentos.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Idealizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), o curso teve carga horária de 48 horas e os formandos tiveram que cumprir frequência mínima de 85%. Eles também receberam noções e técnicas de venda, controle de caixa, contas a receber e pagar, componentes de venda e marketing, plano de ação, entre outros.

“Atualmente, as empresas estão investindo cada vez mais no setor de informática. Serviços como estes são muito requisitados em qualquer município. Uma das missões do SEBRAE Aqui é oferecer cursos de capacitação aos profissionais que buscam se destacar no mercado”, disse a gestora da sala, Cintia Rossi Depieri. Também participou da entrega o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Jorge Penha.

O próximo curso que será ministrado pela entidade é o de Técnico de Vendas, entre os dias 31 de julho e 09 de agosto. As inscrições já podem ser realizadas no SEBRAE Aqui, que está localizado no Bloco 3 da Prefeitura de Itanhaém – Avenida Washington Luiz, 75, Centro, Salas 60 e 62. O atendimento é feito de segunda a sexta, das 9 às 16 horas.

JURO ZERO EMPREENDEDOR – Iniciativa do SEBRAE em parceria com o Desenvolve SP, concede empréstimos a juro zero, que vão de R$ 1 mil até R$ 20 mil, com 36 meses para quitação – quem atrasar terá que pagar a taxa contratual de 7,5% ao ano, mais os encargos moratórios. Outra exigência é de que o microempreendedor não apresente apontamentos restritivos de crédito (dívidas vencidas, protestos e não estar inscrito no Cadin Estadual).


Palavras-chave: , , , , ,