Publicado em: 30/06/2017 - Última modificação: 05/07/2017 - 18:22
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Movimento de passageiros e aeronaves aumentou no Aeroporto de Itanhaém

AERONAVES - Os embarques e desembarques subiram 25,6%, enquanto os voos cresceram 106%



Aeroporto
Os números são do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp)

Compatilhar:

O Aeroporto Antônio Ribeiro Nogueira Júnior tem registrado um aumento considerável no número de passageiros e aeronaves. Em maio, comparando com o mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 25,6% e 106%, respectivamente. Os números são do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP).

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Os embarques e desembarques subiram de 1.039 para 1.305, com o número acumulado em todo o ano de 5.756 (também maior que o do mesmo ponto no ano passado, que era de 5.654). Já os voos cresceram de maneira considerável: 1.125, contra 545 no mesmo período anterior. O valor acumulado em todo ano é de 3.513.

O aeroporto de Itanhaém possui pista de 1.350 metros e terminal de passageiros com 1.560 m² (sendo 500 m² do DAESP e 1.060 m² da Petrobras), com estacionamento para 50 veículos. No ano de 2016, recebeu 13.479 passageiros e 11.538 aeronaves, sendo o 4º mais movimentado da rede do Estado neste período. Em 2015, foi o 5º colocado.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Eliseu Braga Chagas, comentou sobre a estatística: “É um crescimento importante para a região do aeroporto. Quanto mais movimentada a área, melhor para o comércio local. Com os investimentos da concessionária, a tendência é que o número cresça ainda mais”.

CONCESSÃO – Em março, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) recebeu as propostas de licitantes interessados na concessão de cinco aeroportos estaduais, incluindo o de Itanhaém. O consórcio Voa São Paulo foi o vencedor, com proposta de R$ 24,439 milhões, o que representa ágio de 101% sobre o valor mínimo de outorga previsto para a licitação (R$ 12,159 milhões), valor destinado ao governo estadual.

O consórcio é formado pelas empresas Terracom Construções (líder do grupo com 42,5% das ações), Estrutural Concessões de Rodovias (29,51%), MPE Engenharia e Serviços S.A. (15%), Nova Ubatuba Empreendimentos e Participações LTDA (12,5%) e ALC Participações e Empreendimentos (0,49%).


Palavras-chave: , , ,