Publicado em: 13/07/2017 - Última modificação: 18/07/2017 - 18:24
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Governo Federal: Itanhaém busca recursos para a Saúde em Brasília

REUNIÃO - O total de repasse que as nove cidades da região recebem do Sistema Único de Saúde (SUS) é de aproximadamente R$ 247 milhões ao ano



Na audiência com o ministro Ricardo Barros, Itanhaém foi representada pelo vice-prefeito Tiago Cervantes e pelo secretário de Saúde, Dr. Fábio Crivellari Miranda (Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Praia Grande)

Compatilhar:

Prefeitos, vice-prefeitos, secretários de saúde e vereadores da Região Metropolitana da Baixada Santista estiveram no Ministério da Saúde, em Brasília, na última quarta-feira (12) para pleitear mais verbas para a área. E retornaram com uma boa notícia. O Governo Federal vai liberar R$ 10 milhões a mais por mês para a utilização em procedimentos de Alta e Média Complexidade na região. Além disso, também haverá substituição de até 12 ambulâncias do SAMU com mais de cinco anos de uso.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Na audiência com o ministro Ricardo Barros, Itanhaém foi representada pelo vice-prefeito Tiago Cervantes e pelo secretário municipal de Saúde, Dr. Fábio Crivellari Miranda. O total de repasse que as nove cidades da região recebem do Sistema Único de Saúde (SUS) é de aproximadamente R$ 247 milhões ao ano.

De acordo com Dr. Fábio, os municípios da Baixada Santista discutirão em conjunto como serão partilhados os recursos para o SUS. No caso de Itanhaém, a verba será destinada a qualificar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a Secretaria de Saúde está estudando as ações a serem realizadas. “A reunião foi muito positiva, onde a nossa região mostrou sua força e as nossas necessidades. Todos os gestores de saúde estiveram empenhados e unidos para conquistarmos estes recursos. Este aumento no repasse do SUS deve impactar positivamente no atendimento da saúde pública”, afirma Dr. Fábio.

Além do repasse maior ao SUS, o Governo Federal garantiu ainda a liberação de 12 novas ambulâncias para a frota do SAMU. Os representantes de cada cidade farão um levantamento dos veículos com mais de cinco anos de uso para solicitar a substituição gradual dos equipamentos.

Estiveram presentes também durante a audiência com o ministro da Saúde os deputados federais Marcelo Squassoni e Beto Mansur; os deputados estaduais Caio França, Cássio Navarro e Paulo Corrêa Jr; os prefeitos Alberto Mourão (Praia Grande e presidente do Condesb), Luiz Maurício (Peruíbe), Valter Súman (Guarujá), Paulo Alexandre Barbosa (Santos) e Caio Matheus (Bertioga); além dos vice-prefeitos Pedro de Sá (Cubatão) e Márcio Melo (Mongaguá).


Palavras-chave: , , , ,