Publicado em: 14/08/2017 - Última modificação: 22/08/2017 - 17:17
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Educação Inclusiva de Itanhaém: compromisso levado a sério

EXCELÊNCIA - Projetos, capacitações e ambientes adaptados fazem de Itanhaém modelo de gestão



Atualmente, todos os alunos com deficiência são atendidos pela Rede Municipal de Ensino

Compatilhar:

Com o principal objetivo de fazer com que todos os alunos com deficiência sejam incluídos na educação da Rede Municipal de Ensino, a Prefeitura de Itanhaém trabalha e investe em adequação e adaptação: espaços físicos, profissionais capacitados e uma equipe multidisciplinar fazem parte da realidade de todos os estudantes. Atualmente, a educação especial destaca-se desde a identificação das necessidades até o encaminhamento aos projetos específicos, com finalização no Ensino Fundamental. No total, são 393 alunos atendidos na educação especial, 24 professores especializados e 200 profissionais de apoio.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Nos projetos, a educação inclusiva conta com uma equipe multidisciplinar, formada em parceria com as secretarias de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social e Educação, Cultura e Esportes. São profissionais educadores físicos, psicopedagogos, psicólogos, psiquiatras, pediatras, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, dentistas e assistentes sociais.

A estrutura física é outro destaque da Rede Municipal de Ensino, já que todas as escolas e creches municipais contam com uma estrutura adequada para receber os alunos, desde rampas, portas amplas, banheiros, bebedouros, barras, placas em braile e pisos podotáteis. Além disso, os equipamentos também ficam à disposição, como mesas adaptadas, máquinas de braile, lupa eletrônica, teclado, notebook, mouse adaptado, cadeiras de rodas e andadores.

Os professores, profissionais de apoio e intérpretes alfabetizadores de Libras passam por formações continuadas mensais, garantindo a excelência no atendimento aos alunos. Durante os cursos, os profissionais discutem, trocam experiências e se capacitam para o trabalho da inclusão em sala de aula.

E para garantir que toda essa estrutura funcione e os alunos cheguem até as escolas, impedindo a evasão escolar, o transporte adaptado também já é uma realidade na Cidade. Atualmente, 240 estudantes com deficiência utilizam o transporte adaptado, que tem uma frota de dois ônibus, dois micro-ônibus e quatro vans.

ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO (AEE) – Atualmente são treze salas de aula que compõem o AEE, com 26 turmas e 192 alunos. A principal função do AEE é ajudar a identificar, elaborar e organizar recursos pedagógicos. Para isso, as salas de Atendimento Educacional Especializado (AEE) são distribuídas estrategicamente pelo Município, garantindo que alunos de todos os bairros sejam atendidos com a mesma eficácia, segurança e atenção.

PROGRAMA PARADESPORTO – Cerca de 120 crianças são atendidas pelo programa que envolve diversas atividades esportivas em seis núcleos vinculados ao Atendimento Educacional Especializado (AEE) de Itanhaém. As atividades acontecem no Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE) e em cinco escolas municipais: Noêmia Salles Padovan, no Guapiranga; Leonor Mendes de Barros, no Jardim Mosteiro; Luiz Gonzaga Silva Fonseca, no Nova Itanhaém; Ignêz Martins, no Parque Jequitibá; e Filomena Dias Apelian, no Bopiranga.

PROJETO LUGAR AO SOL – São 90 alunos atendidos no local, com atividades educativas, esportivas, culturais e de lazer, durante o contraturno escolar. O principal objetivo é despertar as habilidades e potencialidades dos alunos deficientes matriculados em escolas municipais do Ensino Fundamental, ou seja, crianças entre 6 e 14 anos.

EQUOTERAPIA – Um projeto de grande destaque do Município e desenvolvido em parceria com as secretarias de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social e Educação, Cultura e Esportes. No local, são atendidas 32 crianças com deficiência anualmente. As aulas ocorrem semanalmente e duram cerca de 30 minutos. O projeto conta com uma equipe multidisciplinar composta por fisioterapeuta, educadora física, psicóloga e fonoaudióloga.


Palavras-chave: , , , ,