Publicado em: 21/08/2017 - Última modificação: 23/08/2017 - 18:23
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Debaixo de chuva, 2ª etapa do Circuito Itanhaense de Surf acontece no Cibratel

ESPORTE - Os campeões de nove modalidades foram definidos no dia, e a briga pelo título do Circuito ficou ainda mais acirrada



A grande final acontecerá no Centro, nos dias 11 e 12 de novembro (Foto: Divulgação / Julio Bazolli)

Compatilhar:

No último fim de semana (19 e 20), a praia do Cibratel foi palco da 2ª etapa do Circuito Itanhaense de Surf. E não faltou água: além das ondas, é claro, uma forte chuva marcou a competição, principalmente no domingo, mas nada que tenha atrapalhado o andamento das baterias. Os campeões de nove modalidades foram definidos no dia, e a briga pelo título do Circuito ficou ainda mais acirrada.

Confira as fotos
2ª Etapa do Circuito Itanhaense de Surf

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Um dos destaques do dia foi Gustavo Ribeiro, de 22 anos, campeão no aberto masculino. Na última semana, ele havia faturado a abertura do Guarujá Open na categoria pro-am (como o próprio nome diz, um híbrido entre o profissional e o amador). “Entrei em diversas competições justamente como forma de preparação. Além disso, continuo na minha rotina de atividades na Cidade”, disse Gustavo, que competiu em casa, pois costuma treinar na praia do Cibratel.

O garoto Mateus Lima, de apenas 15 anos, também fez barulho nas águas: conquistou as categorias mirim e júnior. No master e no longboard, novos títulos locais, de Akio Saito e Nielsen Mingardi, respectivamente. Já no petit, o campeão foi Erick Gabriel, de Guarujá; nos estreantes, Kauê Alohinha, de Praia Grande; nos iniciantes, nova vitória de Praia Grande, com Kaique Carvalho; entre as mulheres, Pamella Mel, de São Sebastião.

Todos os participantes da etapa pontuam, até mesmo os que são eliminados na primeira bateria. O campeão soma 1.000 pontos, enquanto o vice faz 900 e o terceiro colocado marca 810. Entre os itanhaenses, lideram em suas respectivas categorias Giovani Fortes (petit), Davi Jihad (estreante), Nielsen Mingardi (longboard, com duas vitórias seguidas) e Akio Saito (master e masculino aberto).

“Assim como na etapa anterior (no Gaivota), as condições climáticas dificultaram um pouco, principalmente no trabalho dos juízes. Felizmente, no final deu tudo certo. Temos que dar os parabéns aos atletas que compareceram e, além disso, aos familiares e torcedores que não se assustaram com a chuva. Nossa torcida é para que faça muito sol na etapa final”, disse Marcelo Nunes, que é membro da FPS e atuou como chefe dos juízes e supervisor da etapa.

Como parte das ações sobre preservação do meio ambiente, houve doação de mudas aos presentes. Além disso, cada participante doou 1 kg de alimento não-perecível, e todo o volume arrecadado será destinado ao Fundo Social de Solidariedade. Já o espaço para outros esportes e brinquedos para as crianças esteve disponível apenas no sábado, por conta da chuva e dos fortes ventos no dia seguinte.

A competição é dividida em três etapas: a abertura foi em maio, no Gaivota; após a disputa no Cibratel, o final está reservado para 11 e 12 de novembro, no Centro. A realização é da Prefeitura de Itanhaém, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, com supervisão da Federação Paulista de Surf (FPS).

Confira os três primeiros de cada categoria e a pontuação acumulada, após a 2ª etapa:

Petit (sub-10):

1º – Giovani Fortes (Itanhaém), 1800;

2º – Erick Gabriel (Guarujá), 1729;

3º – Enzo Emídio (Praia Grande), 1620.

Estreantes (sub-12):

1º – Davi Jihad (Itanhaém), 1710;

2º – Lucas Santos (Itanhaém), 1187;

2º – Erick Gabriel (Guarujá), 1187.

Iniciantes (sub-14):

1º – Kaique Carvalho (Praia Grande), 1810;

2º – Davi Jihad (Itanhaém), 1629;

3º – Henrique Liberato (Praia Grande), 1466.

Mirim (sub-16):

1º – Gustavo Matos (Praia Grande), 1710;

2º – Vitor Barbosa (Itanhaém), 1466;

3º – Caio Bras (Praia Grande), 1312.

Júnior (sub-18):

1º – Claudio Stanisci (Praia Grande), 1620;

2º – Gabriel Novaes (Praia Grande), 1556;

3º – Vitor Barbosa (Itanhaém), 1531.

Longboard (aberto):

1º – Nielsen Mingardi (Itanhaém), 2000;

2º – Gustavo Ribeiro (Itanhaém), 1710;

3º – Marcelino Conceição (Itanhaém), 1341.

Master (acima de 35 anos):

1º – Akio Saito (Itanhaém), 1810;

1º – Anderson Robert (Praia Grande), 1810;

3º – Ricardo Dias (Itanhaém), 1800.

Masculino (aberto):

1º – Akio Saito (Itanhaém), 1900;

2º – Jaime Pereira (Itanhaém), 1385;

3º – Carlos Eduardo (Itanhaém), 1341.

Feminino (aberto):

1º – Gabriele Muntaner (Peruíbe), 1800;

2º – Julia Romera (Itanhaém), 1187;

3º – Raquel Otero (Santos) e Pamella Mel (São Sebastião), 1000.


Palavras-chave: , , ,