Publicado em: 24/08/2017 - Última modificação: 30/08/2017 - 18:15
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Muay thai: arte marcial recomendada para todas as idades

ESPORTE - No total, são quatro atividades gratuitas por semana no Ginásio de Artes Marciais Ayrton José Pereira, de segunda a quinta



O menino Keyrrison, de apenas 8 anos, tem demonstrado uma grande melhora física, na opinião de sua mãe

Compatilhar:

Uma atividade para todas as idades. O muay thai é um esporte muito exigente, tanto na parte física como disciplinar, mas pode ser apreciado por pessoas de diferentes características. Isso pode ser constatado nas aulas gratuitas que acontecem de segunda a quinta no Ginásio de Artes Marciais Ayrton José Pereira, localizado na Rua Professora Alice Teixeira de Saraiva, 65, Belas Artes. A iniciativa é parte do programa Aqui Tem Esporte.

Confira as fotos

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O professor Eduardo Vieira, de 35 anos, conta um pouco sobre a experiência de lidar com alunos do projeto. “Atualmente, são mais de 100 alunos no projeto, em diversas turmas. Em alguns casos, pais e filhos participam da mesma atividade. Apesar da grande quantidade de pessoas, conseguimos adaptar a carga de treinos às necessidades e características de cada um. É um foco diferente daquele que é aplicado com vista para competições”, afirmou.

No total, são quatro atividades por semana: terças e quintas, das 9h30 às 10h30; segundas e quartas, das 17h30 às 18h30. As inscrições valem a partir dos 7 anos e as turmas são mistas. Para participar, basta comparecer ao local nos próprios horários dos treinos. Os novos participantes aguardam a formação de turmas, geralmente no início de cada mês.

Amigas fora do ambiente esportivo, Roberta Kelli, de 33 anos, e Elaine Cristina, de 32, combinaram de entrar juntas nas aulas. A parceria se estendeu também às famílias, sendo que os filhos de ambas também participam do projeto. “Só a minha filha mais nova que não pratica muay thai, mas isso porque ela ainda não completou a idade mínima (7 anos)”, disse Elaine. “Já o mais velho, de 14, fala até mesmo em competir”.

Elas destacam os benefícios da atividade em seus cotidianos: “Se você não pratica esporte, a vida fica monótona, desanimada. Mas depois que você começa, tem mais disposição em casa e no trabalho. O resultado é rápido”, conta Roberta. “Na última aula, saí pensando em quantas calorias gastei na atividade. Você sai bem leve”, conta Elaine.

Outro ponto positivo é o cuidado com a saúde e o bem estar do aluno: “O professor e toda a equipe são muito atenciosos, ficam observando os movimentos de cada um. Se os golpes e chutes não forem executados da maneira correta, podemos nos machucar, por isso há um cuidado especial. Temos gostado bastante da forma como os treinos são conduzidos”, elogia Roberta.

Manter o seu filho em atividade é também o objetivo de Tatiane Santana de Miranda, de 24 anos, mãe do menino Keyrrison, de apenas oito. Ele entrou no projeto há apenas quatro meses, mas já tem mostrado uma grande melhora: “Ele gosta muito de esporte, de jogar bola. Não é uma criança sedentária, que fica em casa o tempo todo. Porém, ele tinha engordado um pouco recentemente e, desde que começou no muay thai, está emagrecendo de novo”.

Conhecer o esporte em família fez com que o menino se interessasse cada vez mais: “Dois tios deles lutam muay thai. A gente costuma ver lutas na televisão, meu filho gosta de assistir e aprender sobre o esporte. Converso muito com ele, oriento sobre como usar esses aprendizados para o bem. É uma atividade muito benéfica para a saúde dele”, completa a mãe.

Em Itanhaém, a modalidade está em franco crescimento. O principal exemplo para os atletas locais é Thiago Alves, campeão da Série Prata do evento Max Muay Thai na Tailândia. Anteriormente, ele já havia vencido torneios do Super Muay Thai e Bangla Boxing Stadium.


Palavras-chave: , , ,