Publicado em: 30/08/2017 - Última modificação: 31/08/2017 - 18:18
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Alunos da rede municipal têm orientação sobre o perigo das queimadas urbanas

MEIO AMBIENTE - No total, 338 alunos de quatro escolas municipais participaram do projeto



Na última terça-feira (29), os alunos da Escola Municipal Maria da Penha Sanches aprenderam sobre os perigos deste crime ambiental

Compatilhar:

A Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente organizou, em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, na última terça-feira (29), uma palestra para a conscientização contra a queimada urbana na Escola Municipal Maria da Penha Sanches, no Jardim Camburiú. A apresentação fez parte do projeto educativo “Quem mexe com fogo, pode queimar nosso ambiente”, aplicado em outras três escolas municipais.

Confira as fotos
Alunos da rede municipal têm orientação sobre o perigo das queimadas urbanas

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O trabalho foi realizado pelo fiscal do setor de meio ambiente, Gilson Sansão, e pela coordenadora do setor de educação ambiental de Itanhaém, Roseli Raunaimer. A palestra foi baseada na Lei Municipal 3.857/2013, que proíbe práticas do tipo, e apresentada aos alunos do 3º e 4º anos da rede pública. Anteriormente, a equipe realizou o trabalho nas escolas Ignêz Martins, Dalva Datti e Conceição Luz. No total, 338 alunos das quatro unidades participaram do projeto.

A criançada aprendeu sobre a importância das árvores, os perigos que a fumaça oferece à saúde, como as queimadas são causadas, como elas podem ser evitadas e ainda observaram fotos de locais afetados na própria Cidade. Segundo Sansão, que explicou também sobre as multas relativas a esse crime ambiental, o foco da palestra não é a punição que as pessoas recebem por praticar isso. “A nossa intenção é induzir essas crianças a evitarem que seus pais ou conhecidos levem uma multa por um ato de imprudência”, conta.

Durante a palestra, foram apresentados ainda vídeos explicativos, e os alunos tiveram a oportunidade de fazer perguntas sobre o assunto. A diretora da escola, Daniela Horvath, presenciou a explicação e destacou a importância deste aprendizado para as crianças. “É bom trabalharmos em cima da conscientização o quanto antes, já que os pequenos são ‘multiplicadores’, pois quando chegam em casa informam seus pais sobre o que aprenderam na escola”, relata a diretora.


Palavras-chave: , , ,