Publicado em: 31/08/2017 - Última modificação: 31/08/2017 - 17:49
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Prefeitura inicia operação de combate ao transporte escolar clandestino

FISCALIZAÇÃO - A pessoa flagrada infringindo esta lei pode receber multa equivalente a 1.000 UFMs (R$ 3.080,00) e ter o veículo apreendido



Outros bairros estão programados para receber a ação

Compatilhar:

O transporte escolar clandestino é o principal alvo de uma operação de fiscalização intensiva intitulada “Criança Segura”, iniciada na última quarta-feira (30) pela Secretaria de Trânsito e Segurança Municipal. A ação contou com equipes da Guarda Civil Municipal e dos setores de Trânsito e Transportes do Município. O trabalho serviu para coibir a prática, proibida pela Lei Municipal nº 2.654. Outros bairros estão programados para receber a ação.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

 Neste primeiro dia de atividades, agentes realizaram blitze em frente à Escola Municipal Maria Graciette Dias, no bairro do Belas Artes. Houve fiscalização de veículos, dos quais cinco foram notificados por cometerem irregularidades como: falta de documentação exigida pela Lei Municipal, excesso de passageiros por carro, transporte de crianças sem cadeirinha ou cinto de segurança, crianças menores de dez anos no banco da frente, estacionamento em local reservado para embarque e desembarque, entre outras.

De acordo com o diretor do departamento de Transportes, Wilson Ferreira Lima, o objetivo é garantir às crianças transportadas um trânsito mais seguro e organizado nas proximidades das escolas. “O principal objetivo da fiscalização é manter a segurança das crianças. Estamos atentos e acompanhando esses motoristas. Vamos coibir este tipo de irregularidade”.

O transporte clandestino é proibido na Cidade desde 1997, de acordo com a Lei nº 2.654. A pessoa flagrada infringindo esta lei pode levar uma multa equivalente a 1.000 UFM (R$ 3.080,00) e ter o veículo apreendido.


Palavras-chave: , ,