Publicado em: 10/10/2017 - Última modificação: 10/10/2017 - 17:16
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Professora trabalha autoconfiança e autoestima de alunos em escola municipal

DIA DO PROFESSOR - Data é comemorada neste domingo (15); Município conta com mais de mil profissionais da área



Chirley é professora do Município há 25 anos e adora trabalhar com jogos durante suas aulas

Compatilhar:

“Ser professora é algo que me faz feliz. O que mais me motiva é ver a evolução dos meus alunos com a aprendizagem”. A frase é da professora Chirley Aparecida da Silva Ramos, de 45 anos. Ela ministra aulas no 3º ano do Ensino Fundamental, na EM Ana Cândida Ebling de Oliveira e trabalha na Rede Municipal de Ensino há 25 anos. Chirley e outros 1.156 educadores do município serão homenageados neste domingo (15), data em que é comemorado o Dia do Professor.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Confira as fotos

Dia do Professor

O Dia do Professor surgiu após o Imperador Dom Pedro I instituir um decreto que criou o Ensino Fundamental Elementar no Brasil, no ano de 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Mais tarde, no ano de 1963, a data foi oficializada pela lei Decreto Federal 52.982.

O professor é uma das profissões mais importantes e vitais na sociedade, e a data serve para parabenizar os profissionais sobre a importância deles em nossas vidas. A professora Chirley, por exemplo, acredita que é essencial trabalhar a autoconfiança e a autoestima de seus alunos.

“A frase que eu repito o tempo todo é: você é capaz de aprender. Muitas vezes, a criança inicia o ano letivo achando que não é capaz e por isso essa é a minha prioridade. Para quem quer se tornar professor, esse é o meu maior conselho, acredite que o aluno é capaz, assim tudo se tornará possível”, contou.

Além disso, a educadora incentiva muito à leitura e gosta de trabalhar por meio de diferentes tipos de jogos. “Isso faz com que elas aprendam se divertindo. Além disso, trabalha várias coisas diferentes: primeiro faz com que a criança leia regras, crie estratégias e consiga aprender e a desenvolver diversos conteúdos”, explicou.

O aluno Yuri Novaes dos Santos, de apenas 8 anos, está na sala da professora Chirley e adora as aulas de matemática. “É muito legal fazer as contas, todos os dias eu aprendo coisas diferentes. A minha professora é muito bondosa, ela sempre brinca com todo mundo e nos ajuda a aprender”, afirmou.

De acordo com Chirley, o pequeno Yuri tinha iniciado o ano letivo sem conseguir ler e escrever, além de ser uma criança muito tímida. “Hoje, ele é totalmente diferente, conversa bastante, lê e escreve perfeitamente. Além disso, produz ótimos textos, é falante e participativo. Isso só foi possível porque ele entendeu que era capaz de aprender”, lembrou emocionada.


Palavras-chave: , ,