Prefeitura de Itanhaém | Gremar realiza palestras com música e diversão nas escolas municipais


Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 26/10/2017 - Última modificação: 27/10/2017 - 18:47
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Gremar realiza palestras com música e diversão nas escolas municipais

MEIO AMBIENTE - Projeto visa conscientizar alunos sobre a conservação do meio ambiente



Melissa Alves de Camargo, de 12 anos, ficou empolgada: “Achei o conteúdo bem legal, porque citou coisas que a gente não sabia sobre as espécies”

Compartilhar:

Desde o início do mês, o Instituto Gremar tem realizado palestras em escolas municipais, como forma de mostrar o trabalho de recuperação da fauna marinha aos alunos. Nesta quinta-feira (26), o local visitado foi a EM Bernardino de Souza Pereira. O projeto ‘Gremar na Escola’ visa conscientizar alunos do 4º e 6º ano sobre a conservação do meio ambiente, com diversas atividades, incluindo musicais.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Uma canção sobre o Gremar cita exemplos de animais marinhos, como tartarugas e pinguins, como forma de divertir as crianças e lembrá-las da importância de preservar estas espécies. Outros materiais levados à apresentação foram espécies taxidermizadas – como um jacaré, por exemplo, apresentado aos alunos desta aula – exemplos de vegetação e até mesmo amostras de solo, como do mangue.

Quem explica os assuntos debatidos é Rafaela Santos Riesco, assistente-técnica do Gremar. “O conteúdo foi dividido em quatro partes. A primeira aula foi uma introdução ao ambiente marinho; desta vez, os alunos puderam ver sobre manguezal e estuário; depois, praia, restinga e costão rochoso; e na última, os impactos ambientais e meios de conservação e preservação”.

Os alunos também gostaram. Melissa Alves de Camargo, de 12 anos, ficou empolgada com a atividade diferenciada. “Esta é a segunda vez que vejo uma palestra deles. Achei o conteúdo bem legal, porque citou coisas que a gente não sabia sobre as espécies. Gostei muito da música, achei bem divertida. Conseguimos aprender muito, me interessei bastante sobre a biologia marinha”.

A diretora da escola, Renata Gaudino Alves de Siqueira, comenta sobre a importância desta iniciativa para complementar o conteúdo transmitido em sala de aula. “É fundamental, pois as crianças não conhecem o ambiente onde vivem. Elas precisam ver de perto para enriquecer ainda mais o seu conhecimento. O fato de participarem ativamente, vendo os animais e as plantas de perto, faz com que elas absorvam melhor as informações”.

Além de Rafaela, participaram pelo Gremar os biólogos Alessandra Marques e Daniel Nicodemo Donadio, além do voluntário Bonfim Santos da Silva, que cantou a música do instituto ao lado dos alunos.

GREMAR NA ESCOLA – O programa é desenvolvido junto às secretarias de Planejamento e Meio Ambiente e de Educação, Cultura e Esportes; e custeado pelo Fundo Municipal de Meio Ambiente, aprovado pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (COMDEMA). Anteriormente, o instituto já visitou as dependências das escolas EM Luiz Gonzaga, EM Diva do Carmo e EM Lions Clube. Após as visitas, serão realizadas apresentações dos alunos, que avaliarão o conteúdo aplicado e passarão à escola, e também campanhas de conscientização, as quais definirão as apresentações das melhores turmas do 6º ano, no Paço Municipal, e do 4º ano, na Base de Estabilização, localizada no Centro.

Entre as ações realizadas pelo Gremar neste ano, esteve o Dia Mundial da Limpeza em Rios e Praias, celebrado em 17 de setembro e teve como destaque a soltura de quatro tartarugas-verdes no mar, que foram reabilitadas pelo instituto. Outro exemplo foi o resgate de uma lontra ferida às margens do Rio Preto, em julho.


Palavras-chave: , , ,