Publicado em: 27/11/2017 - Última modificação: 06/12/2017 - 17:23
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Saúde inicia pela boca: conheça os tratamentos da rede que podem evitar problemas futuros

CUIDADOS - Qualquer Unidade de Saúde da Família (USF) oferece tratamento dentário; quando o assunto é mais grave, os profissionais encaminham para o CEO



Alguns não sabem, mas vários problemas ocasionados ao organismo estão relacionados à higiene oral

Compatilhar:

A saúde bucal vai muito além de um sorriso bonito. Alguns não sabem, mas vários males ocasionados ao organismo estão relacionados à higiene oral. Doenças periodontais podem aparentar inofensivas, mas influenciam diretamente no bem-estar do corpo como fatores de risco para problemas cardiovasculares, entre eles, endocardite – grave infecção no coração – e aterosclerose – doença vascular crônica e progressista. Em Itanhaém, a rede básica de saúde oferece desde limpeza até extração de siso e tratamento de canal.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Qualquer Unidade de Saúde da Família (USF) oferece tratamento dentário, mas quando o assunto é mais grave os profissionais encaminham os pacientes para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), referência nas áreas de semiologia (diagnóstico bucal com ênfase em câncer bucal), endodontia (tratamento de canal), periodontia, buco-maxilo e pacientes com deficiência. O Centro não fica aberto para todos os públicos, apenas às gestantes de alto risco.

Hoje, a Secretaria Municipal de Saúde detectou que mais de 40% dos pacientes não comparecem ou deixam o tratamento pela metade. Esses casos têm prejudicado o andamento do tratamento. “As faltas têm atrapalhado a rede básica de saúde porque deixa de atender quem realmente precisa e gostaria de receber um dos nossos serviços. Depois de duas faltas, o paciente perde a vaga”, conta a coordenadora administrativa do CEO, Neuza Roseli da Conceição.

O CEO faz parte do Programa Brasil Sorridente, iniciativa do Governo Federal para ofertar saúde bucal de qualidade à população. As equipes especializadas trabalham integradas às equipes de saúde da família. O Programa constitui-se de uma série de medidas que têm como finalidade garantir as ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal.

Uma higiene mal realizada pode acarretar inflamações na boca e, consequentemente, aumentar as chances de substâncias inflamatórias no corpo, que, em alguns casos, podem levar a óbito. “A gente recebe encaminhamentos de todas as idades da rede. A doença periodontal avançada causa perda do dente, que é acarretada pela má escovação, dieta errada – muito açúcar – a oclusão”, conta Ítalo de Paula Correia, dentista especializado em periodontia – prevenção em tratamento da gengiva e do osso.

“Tudo começa com uma boa prevenção. É o que a gente tenta fazer aqui. Ainda mais nos meus pacientes especiais. Justamente os com paralisia e deficiência em coordenação motora que sentimos bastante dificuldade, porque muitos têm dificuldade na escovação, aí junta muita placa, ocasionando tártaro, gengivite, periodontite, podendo gerar uma endocardite, que é um problema mais sério”, explica Karina Cristina Ambrózio, dentista especializada no atendimento de pessoas com deficiência.


Palavras-chave: , , , ,