Publicado em: 05/12/2017 - Última modificação: 14/12/2017 - 17:54
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Comércio ganha impulso com 13º, Black Friday e proximidade do Natal

ECONOMIA - Em Itanhaém, a expectativa é alta: R$ 31 milhões devem ser injetados diretamente na Cidade, sendo R$ 26 milhões apenas de pessoas com carteira assinada, de acordo com estudo da Análise Econômica Consultoria



De acordo com as leis trabalhistas, a data-limite para o pagamento da primeira parcela foi a última quinta-feira (30)

Compatilhar:

Em dezembro, época de festas como o Natal e o Ano Novo, as famílias aguardam ansiosamente pelo 13º salário, até pela oportunidade de presentear seus entes queridos. De acordo com as leis trabalhistas, a data-limite para o pagamento da primeira parcela foi a última quinta-feira (30), o que significa que um impacto positivo na economia já está sendo registrado em dezembro. Em Itanhaém, a expectativa é alta: R$ 31 milhões devem ser injetados diretamente na Cidade neste período (considerando também a 2ª parcela, que tem como data-limite o dia 20 de dezembro), de acordo com estudo da Análise Econômica Consultoria.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Ainda segundo o levantamento do economista-chefe André Galhardo Fernandes, atualmente o total de pessoas ocupadas com carteira assinada é de 13.651 pessoas, com média de 2,3 salários mínimos – levando em consideração o valor de R$ 937 deste ano. O número de R$ 26.714.000,00 já prevê os descontos habituais e gira em torno de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) municipal, estimado em 1,43 bilhão pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, o número aproximado de aposentados e pensionistas é de 6.855, com rendimento médio de R$ 1.280,00, o que coloca o valor específico para eles em torno de R$ 4.380.000,00 – diluído ao longo do ano. Somando os dois valores, portanto, chega-se à quantia de R$ 31.094.000,00.

“O que tem sido visto na economia nos últimos oito trimestres é uma desaceleração. Agora, os empreendedores precisam se preparar para o novo desafio, pois a roda voltará a girar. Embora uma grande parcela da população ainda usará esta quantia para pagar dívidas contraídas anteriormente, esta continua sendo a maior época de consumo do ano e a expectativa é melhor que a do ano passado”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Eliseu Braga Chagas. “De acordo com números do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, 54% dos empresários da Baixada acreditam em aumento significativo dos lucros para o período. É um número significativo”, completou.

Nos primeiros dias após o pagamento, algumas lojas já sentiram o impacto positivo. A gerente de uma loja de artigos esportivos Marina Ferreira, de 37 anos, atesta isso. “O movimento do último fim de semana foi três vezes maior do que o normal. Nosso público habitual é o de Itanhaém mesmo, mas a gente recebe muitos turistas nessa época do ano, que desejam surfar por aqui. A procura pelo vestuário cresce muito nessa época, em especial por conta das festividades e o hábito de realizar confraternizações, como amigos secretos, por exemplo”.

Por outro lado, alguns locais já haviam registrado movimento superior antes mesmo da última semana. Felipe Costa, de 25 anos, é subgerente de uma loja de eletrodomésticos, que está há um ano na Cidade. Segundo ele, o dia que registrou maior movimento também foi recente, a chamada “Black Friday” – que aconteceu em 24 de novembro. “Nós ainda sentimos dificuldades, assim como o país todo, mas aos poucos estamos notando uma melhora. O grande desafio é cativar novos clientes, que muitas vezes já têm confiança numa determinada marca de eletrodoméstico. A situação melhorou de um ano para cá”.

 


Palavras-chave: , , , , ,