Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 09/02/2018 - Última modificação: 09/02/2018 - 14:47
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Exibição do filme Orfeu Negro acontece nesta sexta

CULTURA - Exibição da película, que recebeu uma Palma de Ouro e um Oscar, é a primeira do Projeto Cine Miranda neste ano



Eurídice e Orfeu se conhecem durante o carnaval no Rio de Janeiro e se apaixonam

Compatilhar:

Iniciando as comemorações do Carnaval em Itanhaém, nesta sexta (9), às 19 horas, o Espaço Gabinete de Leitura José Rosendo exibirá o filme “Orfeu Negro”, de 1959, marcando a primeira sessão do Projeto Cine Miranda, uma parceria entre a Associação de Ideias e Ações OMNI e a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes. A iniciativa exibirá vários clássicos do cinema mundial para a população itanhaense, de forma gratuita, no decorrer do ano. O escritor e roteirista Celso Oliveira Menezes fará uma introdução explicando a importância do filme “Orfeu Negro” antes de sua exibição.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O Espaço Gabinete de Leitura José Rosendo está situado na Praça Carlos Botelho, 149, ao lado da entrada do Convento e conta com 50 lugares. O filme conquistou o mundo por sua música e energia contagiantes e por mostrar um Brasil diferente do que era mostrado até então, usando favelas reais como locações de suas filmagens. A censura é de 14 anos. A película recebeu a Palma de Ouro em Cannes e foi a vencedora do Oscar de melhor filme estrangeiro de 1960.

Dirigido pelo francês Marcel Camus, é uma adaptação da peça teatral “Orfeu da Conceição”, realizada por Vinícius de Morais e Tom Jobim e que tinha como base o conto da mitologia grega sobre Orfeu e Eurídice, transportando a trágica história romântica para o carnaval do Rio de Janeiro do final da década de 50.

Orfeu Negro está presente até hoje no imaginário de várias gerações. Por exemplo, em seu livro de memórias, o ex-presidente norte-americano Barack Obama revela que este era o filme preferido de sua mãe.


Palavras-chave: , ,