Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 01/03/2018 - Última modificação: 13/03/2018 - 20:33
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Alerta: defeso do camarão segue até 31 de maio

PESCA - A paralisação temporária é necessária para a preservação de uma determinada espécie



Iniciativa visa conscientizar os consumidores, pescadores artesanais e empresas armadoras de pesca quanto à preservação das espécies

Compartilhar:

A Secretaria de Planejamento e Meio de Itanhaém alerta os pescadores da Cidade sobre o início da campanha de defeso do camarão, que começou nesta quinta-feira (1º) em todo o litoral paulista. A iniciativa é da Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo juntamente com a Fundação Florestal e visa a conscientização dos consumidores, pescadores artesanais e empresas armadoras de pesca quanto à preservação das espécies.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O defeso acontece até 31 de maio. É quando ocorre a paralisação temporária da pesca para a preservação de uma determinada espécie, tendo em vista a reprodução da mesma. Ficam proibidos a captura, o transporte, o armazenamento e a comercialização das espécies de camarão rosa, sete-barbas, branco, santana ou vermelho e barba-ruça. O defeso protege as espécies durante o período de reprodução e crescimento, garantindo a recuperação dos estoques pesqueiros para o futuro, evitando, assim, sua extinção, além de assegurar a manutenção da atividade pesqueira.

Os comerciantes só poderão vender camarão mediante uma declaração de estoque comprovando que o mesmo foi pescado antes do período do defeso. Essa consignação é emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) e deverá ser entregue até o sétimo dia após o inicio do defeso.


Palavras-chave: , , , ,