Serviços
acessibilidade



Publicado em: 08/05/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:41
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Maratonista de 80 anos descobre amor pelo esporte na terceira idade

APÓS OS 50 - Atleta de Itanhaém se prepara para a 33ª edição dos 10km Tribuna FM-Unilus marcada para o dia 20 de maio; nos treinos, já percorreu mais de 29 km, de Itanhaém a Peruíbe



José Bertolino da Silva se fez presente em competições em Itanhaém, Santos, Praia Grande e Curitiba

Compartilhar:

Um amor aparentemente adormecido. O aposentado José Bertolino da Silva, de 80 anos, nunca imaginou que reviveria na terceira idade a paixão pelo esporte, mais precisamente pela corrida. Já gostava de praticá-la, mas nada era tão profissional como é hoje. O atleta de Itanhaém decidiu transformar seus dias livre em treinos para competições. José também participa assiduamente das atividades do Grupo Conviver. Agora, ele se prepara para a 33ª edição dos 10km Tribuna FM-Unilus marcada para o dia 20 de maio.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Um desafio e tanto. Ele começou com o negócio de correr há mais de 20 anos, com o incentivo do amigo. E não parou mais. Desde então, o atleta se fez presente em competições em Itanhaém, Santos, Praia Grande e Curitiba. E aí, cansou? Ele não. Seus treinos são intercalados, dia sim, dia não, chegando a praticar 24 horas de corrida. Em casa, duas caixas estão repletas de medalhas, de corridas e de quando era atleta de judô.

“Comecei a correr porque um amigo me chamou. Eu o acompanhei numa corrida de 5 quilômetros. Quando eu era mais jovem, costumava correr atrás da bola, agora eu corro maratonas. Comecei com 50 anos e, desde então, não parei mais. Já consegui o segundo lugar no 10 KM Tribuna, na categoria acima de 65”, conta José. Ele garante que para manter o ânimo não existe segredo, apenas determinação e cuidado com a alimentação. “Não fumo, não bebo. Durmo cedo e sempre procuro me exercitar quando estou acordado. Fica a dica”, brinca.

Os treinos são sozinhos. Ele atrela a corrida às atividades na academia e também no Conviver. Nos Jogos Regionais do Idoso (JORI) ele é campeão de participação, em mais de 20 edições. Chega a percorrer, quando está disposto, uma distância de aproximadamente 29 km, de Itanhaém a Peruíbe (equivalente a quase duas horas de corrida).

“Participei de uma competição que todos achavam que eu ganharia uma medalha, mas na verdade ganhei em primeiro lugar. Fiquei na frente de um campeão que vencia há três anos. Teve um dia que comecei a correr em um sábado, às 10 horas, e terminei no domingo, às 10 horas. Eu já até fiz minha inscrição para a maratona Tribuna”.

CONVIVER – Quando pensamos em qualidade de vida, o que logo vem à mente? Práticas saudáveis. E para aproveitar a programação desenvolvida pelo Grupo Conviver é preciso ter pique, do início ao fim. Na prática, o segredo para a longevidade está relacionado aos cuidados com o corpo e com a mente, que se tornaram mantras para quem se permite viver a melhor idade.

Para todos os gostos. Desde dança cigana, dançaterapia, caminhada, power mix (funcional), reforço de alfabetização, jogos de mesa, zumba, alongamento, vôlei, pintura em tela e tecido, bocha, yoga, reiki, curso de crochê, caligrafia, até academia, ajudando no processo de envelhecimento e no condicionamento físico. O espaço da nova sede fica na Rua Sebastião das Dores, 29, Praia dos Pescadores.

 


Palavras-chave: , ,