Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 15/05/2018 - Última modificação: 15/05/2018 - 16:46
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Social realiza ação de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na sexta

MOBILIZAÇÃO - Evento visa conscientizar a população com orientações que serão conduzidas por técnicos dos CRAS e CREAS do Município



A ação acontecerá nesta sexta-feira (18), na Praça Narciso de Andrade, no Centro Histórico

Compartilhar:

Mobilizar a sociedade civil e convocá-la para o engajamento de ações contra a violência sexual de crianças e adolescentes. Esta é a proposta da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social ao realizar na semana do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes ação de conscientização sobre o tema. O evento será nesta sexta-feira (18), das 9 às 13 horas, na Praça Narciso de Andrade, Centro Histórico. A programação contará com orientações de técnicos dos CRAS e CREAS do Município.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

A data foi escolhida em razão de um crime que aconteceu em 1973, quando uma criança de oito anos foi violentada e assassinada em Vitória, Espírito Santo. O caso chocou o país e, a partir da Lei Federal 9.970/2000, 18 de maio é um símbolo de mobilização e conscientização social no combate à violência e exploração sexual de crianças e adolescentes.

A ‘violência sexual’ está relacionada à violação de direitos, prática de atos impróprios à idade da vítima e a situação em que crianças e adolescentes são usados como objeto de estímulo. Já a ‘exploração sexual’ diz respeito à utilização de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, como prostituição, pornografia, fotos, vídeos e conteúdos que podem ser comercializados.

DADOS – Somente em 2015 e 2016, foram registradas 37 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes por meio do “Disque 100”, número nacional para registrar casos de violência contra menor de idade. Segundo dados do Governo Federal, cerca de 67,7% das crianças e jovens que sofrem abuso e exploração sexual são meninas, 16,52% são meninos e os casos em que o sexo da vítima não foi revelado caracteriza 15,79%.


Palavras-chave: , ,