Serviços
acessibilidade



Publicado em: 01/08/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:34
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Palestra orienta professores a promover o ‘brincar’ em sala de aula

CAPACITAÇÃO - Conhecer cada aluno e novas atividades para serem feitas na classe foram alguns dos conteúdos repassados



O encontro reuniu cerca de 300 funcionários da educação

Compartilhar:

Cerca de 300 professores e educadores da Rede Municipal de Ensino participaram na manhã da última terça-feira (31), da palestra “Vamos brincar de quê?”, ministrada pelo professor Tiago Aquino da Costa e Silva. O objetivo do encontro foi promover a reflexão do brincar no ambiente escolar.

Confira as fotos

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

De forma descontraída o palestrante apresentou ao público uma maneira alternativa de observar as atividades realizadas em sala de aula e a importância de tratar o “brincar” como algo útil para o desenvolvimento das crianças, além da busca de métodos eficazes para serem realizados em sala, já que, segundo o palestrante, mais de 70% da personalidade de uma pessoa é formada até os seis anos de idade.

Foi sugerido que os educadores e professores ensinassem aos alunos fora da tradicional “caixinha”. Ao longo do evento foi abordada a importância do profissional saber qual a finalidade de cada atividade passada em sala, para assim, conseguir mediar o que os alunos aprenderão com a brincadeira.

“Os conteúdos passados foram de grande importância para a nossa atuação como profissionais da área da educação, além de exemplos de atividades que podemos utilizar com as crianças em sala de aula que foi uma das melhores partes da palestra. Tivemos oportunidade de aprender um pouco mais sobre como podemos planejar nossa rotina para o desenvolvimento integral das crianças”, destacou a educadora de creche Débora Morais da Rocha, da EM Leonor Mendes de Barros.

Dentre as sugestões apresentadas estava a de que o profissional precisa compreender o tempo de cada criança, não pressionando para que ela compreenda rapidamente como as demais. É necessário que o profissional alterne o método de ensino quando algum aluno não compreender o que foi explicado, isso porque alguns alunos são visuais, outros auditivos. Alternando a forma de explicação faz com que todos compreendam.

“O professor precisa conhecer os seus alunos para saber qual atividade é adequada. Cada idade consegue compreender diferentes quantias de comandos, e quanto mais nova a criança, menos comandos a brincadeira deve ter para que ela seja de fácil entendimento”, enfatizou o palestrante.


Palavras-chave: ,