Serviços
acessibilidade



Publicado em: 16/08/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:31
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Troca de aparelhos eleva qualidade de vida de pacientes em tratamento domiciliar

MUDANÇA - Pacientes que precisam de oxigenoterapia mudaram toda sua rotina, pois com o concentrador menor e portátil conseguem até viajar



EMAD é responsável por acompanhar os tratamentos, visitando as residências da Cidade em períodos definidos de acordo com a necessidade do paciente

Compartilhar:

Pessoas com problemas respiratórios que precisam de oxigenoterapia melhoraram a qualidade de vida após a troca do aparelho com oxigênio. Devido a um protocolo regional, o tratamento foi padronizado, de forma com que todas as Cidades da região tratem pacientes que precisam de oxigênio com o mesmo concentrador. Por isso, a Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (EMAD) está visitando as residências cadastradas, alterando os antigos por novos concentradores mais silenciosos e que consomem menos energia.

 Confira as fotos

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O novo aparelho é mais compacto do que as unidades tradicionais, além de possuir maior desempenho, segurança e facilidade de uso ao paciente. Segundo Braz Fulco, de 66 anos, conhecido como Seu Braz, a mudança fez muita diferença em toda sua rotina, pois com o novo concentrador, menor e portátil, ele consegue viajar tranquilamente. “Virou meu companheiro, chamo de robozinho, me acostumei a sempre estar com ele”, brinca o paciente que possui apenas 39% do pulmão.

Em Itanhaém, os enfermos que precisam de oxigenoterapia recebem atenção semanalmente ou quinzenalmente do EMAD mesmo após a troca dos concentradores. A equipe responsável por proporcionar tal atendimento é composta pelo médico Rodrigo Ladeira, a enfermeira Aline Souza, as auxiliares de enfermagem Ana Cristina Seoane e Thaiane Roberta Soares, o fisioterapeuta Eduardo Neves, a auxiliar de administração Elisangela Costa, a fonoaudióloga Melissa Helena Kersevani, a nutricionista Priscila Fernanda Silva e a assistente social e coordenadora do EMAD Márcia Renata de Oliveira Veloso.

Quem precisa de algum tratamento domiciliar, deve procurar a Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima de casa para encaminhamento do serviço. O EMAD é o principal responsável pelo cuidado do paciente domiciliado, e a maior diferença deste serviço e da atenção básica é o tipo de atendimento prestado e a composição da equipe profissional.

TRATAMENTO- A oxigenoterapia domiciliar é um tratamento muito usado para tratar doenças do pulmão. Seu uso oferece uma quantidade extra de oxigênio, determinada por um médico, para pacientes com problemas pulmonares ou doenças respiratórias. Tal método mantém os níveis de oxigênio acima de 90% no corpo do enfermo, melhorando a disposição, a resistência física, e eliminando a necessidade de idas constantes ao hospital.

 


Palavras-chave: , , ,