Serviços
acessibilidade



Publicado em: 04/09/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:31
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Itanhaém bate meta do Ideb e é a maior nota da Baixada Santista nos anos iniciais

MEDIÇÃO - Desempenho confirma uma tendência observada já nas últimas medições em que o Município aparece com a maior pontuação da região, em 2013 (5,8) e 2015 (6,2)



Desenvolvido desde 2007, o Ideb é o principal instrumento medidor de qualidade da educação no Brasil

Compartilhar:

O Município lidera o ranking das cidades da Baixada Santista do Ensino Fundamental (anos iniciais) com a nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 6,5, ultrapassando a meta prevista para 2017, que é de 5,9, e superando a nacional (5,5) e a estadual (6,1). O desempenho confirma uma tendência observada nas últimas medições em que o Município aparece com a maior pontuação da região, em 2013 (5,8) e 2015 (6,2). Já nos anos finais, a rede municipal avançou de 4,7 para 5,0, equiparando-se à meta brasileira (5,0).

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O Ideb foi divulgado no último dia 3, pelo Ministério da Educação. As metas são determinadas conforme a evolução estipulada para cada Município, sempre a cada dois anos. O indicador de qualidade do ensino analisa tanto a alfabetização dos anos iniciais quanto dos finais do Ensino Fundamental, além do Ensino Médio. O índice é calculado a partir de dois elementos: a taxa de aprovação das escolas e o desempenho dos alunos nas disciplinas de matemática e língua portuguesa.

Desenvolvido desde 2007, o Ideb é o principal instrumento medidor de qualidade da educação no Brasil, com metas estabelecidas até 2021, de uma escala de zero a dez. Quando voltamos para os anos inicias do Município, o quadro é ainda mais animador. Nesta etapa, das 22 unidades escolares, 18 ultrapassaram a meta de 2017 e nove alcançaram o índice projetado para 2021.

ENGAJAMENTO – Investir no trabalho com a comunidade e promover a interação com pais em atividade que ajudem a melhorar o desempenho dos estudantes dentro e fora da escola são ações cada vez mais comuns nas unidades escolares. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes investe, desde 2013, em tecnologia nas salas de aula, como lousas digitais, notebooks para professores, tablets e robótica, dentro do programa municipal ‘Aprendizado do Futuro’.

“Esses resultados são em decorrência de um somatório de esforços e da preparação dos nossos profissionais da área da educação – professores, diretores, coordenadores e assessores pedagógicos – que contribuem efetivamente para o bom desempenho dos alunos. E essa constante melhoria na qualidade do ensino só pode, evidentemente, trazer resultados excelentes, como foi o caso da avaliação da Prova Brasil, promovida pelo Ministério da Educação”, ressalta secretário de Educação, Cultura e Esportes, Douglas Luiz Rodrigues.


Palavras-chave: , , , ,