Serviços
acessibilidade



Publicado em: 02/10/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:27
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Livro de receitas de agricultores está disponível no site oficial da Prefeitura

CULINÁRIA CAIÇARA - Mousse de maracujá, torta de banana, vinagrete de palmito pupunha, doce de chuchu e bolinho de mandioca são algumas das delícias publicadas no livro



A ideia foi organizada pela Prefeitura, por meio do Banco de Alimentos, Departamento de Agricultura e Secretaria de Comunicação Social

Compartilhar:

No último dia 23 de setembro Itanhaém foi notícia nacional transmitida pelo Programa Globo Rural, sobre os agricultores da Cidade. Na oportunidade, foram apresentadas, além das hortas e plantio, receitas feitas com os alimentos produzidos pelos itanhaenses.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

VEJA AQUI A VERSÃO ON-LINE

Para quem ficou curioso em saber mais sobre as delícias feitas com produtos frescos, vindos da roça, pode experimentar fazer as receitas que estão no livro criado especialmente para divulgar os agricultores da Cidade. A versão on-line está disponível no site da Prefeitura. Mousse de maracujá, torta de banana, vinagrete de palmito pupunha, doce de chuchu, bolinho de mandioca, bolo de limão e suco de mandioca são algumas das delícias publicadas.

Criado em 2013, o livro leva aos pratos a diversidade cultural da região com o resgate da culinária caiçara, por meio de produtos cultivados pelos próprios agricultores da Cidade. A ideia foi organizada pela Prefeitura, por meio do Banco de Alimentos, Departamento de Agricultura e Secretaria de Comunicação Social. As receitas foram criadas a partir de frutas, verduras e legumes vendidos na ‘Feira do Produtor’, que acontece aos sábados, das 8 às 16 horas, no estacionamento do Paço Municipal.

SELO DE QUALIDADE – Atestando a qualidade oferecida pela Feira do Produtor, nos produtos pode ser encontrado o Selo da Identificação da Participação da Agricultura Familiar (SIPAF). É uma ferramenta de visibilidade e valorização dos agricultores familiares, criado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Para quem produz, o Selo é instrumento de agregação de valor e de identidade e para quem adquire, o resultado é a garantia de saber a origem dos produtos consumidos, além de contribuir para a promoção da sustentabilidade, da responsabilidade social e ambiental, e da valorização da produção regional e da cultura local.


Palavras-chave: , ,