Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 10/10/2018 - Última modificação: 15/10/2018 - 08:42
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Outubro Rosa: saiba como prevenir e identificar o câncer de mama

CONSCIENTIZAÇÃO - A doença acomete principalmente mulheres com idade a partir dos 50 anos e é uma das mais comuns entre o gênero



Campanha estimula a participação da população no controle do câncer de mama

Compartilhar:

Ocasião para celebrar a vida, o amor próprio e a valorização da saúde: assim é conhecido o mês de outubro, dedicado à prevenção e à conscientização do câncer de mama por meio da campanha mundial “Outubro Rosa”. A doença que acomete principalmente mulheres com idade a partir dos 50 anos, é uma das mais comuns entre o gênero, ficando atrás apenas do câncer de pele, mas pode ser prevenida com a adoção de um novo estilo de vida.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Para prestigiar a campanha, o Fundo Social de Solidariedade realizará, no próximo dia 29, uma tarde de beleza com design de sobrancelha, maquiagem e corte de cabelo para doação. A ação acontecerá das 13 às 16 horas, no Paço Municipal, localizado na Avenida Washington Luiz, 75, Centro.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a prevenção pode ser realizada por meio da alimentação saudável, amamentação, prática de atividades físicas, redução da ingestão de álcool e controle do peso. Outra opção que auxilia no cuidado e identificação de alterações na mama, mas não substitui o exame médico, é a observação do próprio corpo no cotidiano, que desenvolve o conhecimento e serve de alerta para procurar um médico.

O câncer de mama, porém, não possui uma causa única e pode aparecer por diversos fatores, como a idade, genética e hereditariedade. É importante ressaltar que o diagnóstico precoce aumenta a chance de cura e auxilia na eficácia do tratamento.  A mamografia, no entanto, continua sendo um dos exames mais eficazes para detectar não só a doença, mas demais alterações na mama. O exame preventivo é indicado a partir dos 40 anos.

OUTUBRO ROSA – O movimento nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre a doença e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce. Para este ano, o INCA estima que podem surgir 59.700 casos novos de câncer de mama entre 2018 e 2019.

 

Sinais e sintomas*
•        Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
•        Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
•        Alterações no bico do peito (mamilo);
•        Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
•        Saída espontânea de líquido dos mamilos
•        Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

*Informações do Instituto Nacional de Câncer


Palavras-chave: , ,