Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 11/10/2018 - Última modificação: 11/10/2018 - 16:39
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Representantes da Educação Inclusiva da Baixada Santista se reúnem em Fórum

EDUCAÇÃO - Encontro acontece em Itanhaém na próxima quarta-feira (17), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Itanhaém, localizada na Rua Dinorah Cruz, 20, Centro



A última vez que a Cidade recebeu o FOPEI foi em setembro de 2017, no Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE)

Compartilhar:

Um canal de diálogo que estabelece políticas públicas entre quem trabalha com inclusão, desde professores ao governo. Este é o objetivo do Fórum Permanente de Educação Inclusiva da Baixada Santista (FOPEI). A iniciativa promove debates mensais entre os nove municípios da região. Neste mês, o encontro será em Itanhaém na quarta-feira (17), das 8h30 às 12 horas. A oportunidade reunirá gestores e professores da Educação Inclusiva da Cidade e representantes dos nove municípios na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Itanhaém, localizada na Rua Dinorah Cruz, 20, Centro.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá, Cubatão e Bertioga são os municípios participantes da ação. Em outubro, o encontro debaterá o tema “Educação Inclusiva, Diversidade e Direitos Humanos” e será ministrado pelo palestrante Dr. Rutinaldo Bastos.

HISTÓRICO – Foi criado, em 1998, o Fórum Estadual de Educação Especial e, em 1999, houve um aumento significativo no número de participantes. Desta forma, em 2000 a ação se organiza em grupos de trabalho para discussão em termos de políticas públicas.  Em 2003, o FOPEI transformou-se no canal autônomo que garante a inclusão educacional com qualidade. No mesmo ano, o Fórum deixa de ser centralizado somente na capital e passa a ser realizado também na Baixada Santista.


Palavras-chave: ,