Serviços
acessibilidade



Publicado em: 16/10/2018 - Última modificação: 16/11/2020 - 12:27
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

História e tradição marcam os 45 anos da Banda Marcial de Itanhaém

MÚSICA - Banda trabalha para promover e difundir a cultura musical como instrumento de transformação social



Apresentações mesclam canções de compositores como Benjamin Yeo, Jorge Benjor, Ary Barroso, Adoniran Barbosa, entre outros

Compartilhar:

Clássicos nacionais e internacionais compõem o repertório de músicas da Banda Marcial de Itanhaém Narciso de Oliveira Filho que, no último dia 16, completou 45 anos de história e muitas conquistas. Talentos de jovens iniciantes e veteranos experientes dão tempero ao sucesso do grupo. As apresentações mesclam canções de compositores como Benjamin Yeo, Jorge Benjor, Ary Barroso, Adoniran Barbosa, entre outros.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Em 2016, por intermédio de um projeto de lei, a Câmara Municipal aprovou um adendo ao nome da Banda Marcial de Itanhaém, acrescentando Narciso de Oliveira Filho, uma homenagem ao falecimento monitor e aluno da Banda. Atualmente, a Banda trabalha para promover e difundir a cultura musical como instrumento de transformação social. Apesar de ser instituída por lei apenas em 1987, ela foi criada por músicos locais em 1973 e, desde então, não parou mais. O grupo, regido há 15 anos pelo maestro Sérgio da Silva Almeida, já trouxe à Cidade diversos títulos conquistados em concursos e festivais.

Os resultados podem ser conferidos nos títulos de hexacampeã regional do Concurso A Tribuna de Santos, em 1975, 1976, 1977, 1978, 1981 e 1982; tricampeã nacional de Bandas e Fanfarras, em Goiânia (1994, 1999 e 2000); campeã geral do 1º Concurso Regional de Bandas e Fanfarras de Cubatão (2003); e campeã geral da Final do 1º Circuito de Bandas e Fanfarras do Litoral Paulista e Vale do Ribeira, em Cubatão (2004).

E ainda, foi campeã geral no Festival de Bandas e Fanfarras do Estado de São Paulo (2009) em São Mateus; 3º lugar no Concurso de Bandas e Fanfarras de Itaquera (2011); tricampeã do Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade do Guarujá (2009, 2010 e 2012); campeã do 23º concurso de Bandas e Fanfarras de Caieiras, na categoria Mor (2012) e 3º colocada na categoria Linha de Frente no Concurso de Bandas e Fanfarras de  Francisco Morato (2013), campeão do 13º Festival de Bandas e Fanfarras da Cidade de São Paulo (2014); vice-campeã do 16º Festival de Bandas e Fanfarras da Cidade de Francisco Morato (2015) e tricampeã geral no Concurso de Bandas e Fanfarras de Santos (2016, 2017 e 2018). O grupo, formado por crianças, jovens e adultos, segue rigorosamente rotina de ensaios na Casa da Música antes de qualquer apresentação.


Palavras-chave: , , ,