Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 18/10/2018 - Última modificação: 18/10/2018 - 17:24
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Seminário de Educação estimula os saberes e oficinas promovem troca de experiência

PROFESSORES - Além da palestra, os professores participaram de oficinas promovidas nas escolas municipais e em outras instituições, com ações que estimulam novos conhecimentos



Evento abordou a questão dos desafios da gestão em sala de aula, da aprendizagem e da cultura digital

Compartilhar:

“Não há saberes maiores ou menores, há saberes diferentes”, ressalta a doutora e mestre em Psicologia da Educação Emília Cipriano durante palestra de abertura do Seminário de Educação Contemporânea: Diálogos para Aprender e Ensinar que ocorreu na última terça-feira (16), no Centro de Convenções Miguel Reale. Na quarta-feira (17), os professores participaram de oficinas promovidas nas escolas municipais e em outras instituições, em ações que promovem a troca do conhecimento.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

Confira as fotos das oficinas

Confira as fotos da palestra

A palestra ‘Desafios da gestão na sala de aula. BNCC: direito de aprendizagem e cultura digital’ abordou a questão dos desafios da gestão em sala de aula, da aprendizagem e da cultura digital. “É preciso que as pessoas humanizem suas ações, que olhe para o outro com tolerância”, afirma Emília em palestra.

Durante dois períodos, manhã e tarde, os professores dedicaram parte do tempo para as oficinas que trabalharam desde a questão da alfabetização, práticas de leitura, matemática, artes plásticas, alimentação até o combate ao preconceito. O encontro compartilhou saberes, desafios e práticas vivenciadas em sala de aula.

“A importância das oficinas é você levar o conhecimento da mistura e da teoria das cores para aquelas pessoas que não têm isso muito desenvolvido.  É gratificante acompanhar o crescimento dentro da área tanto para quem trabalha com arte quanto para quem não vivência isso diariamente”, ressalta a professora Milene de Almeida.


Palavras-chave: , , ,