Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 10/01/2019 - Última modificação: 14/01/2019 - 09:39
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Ladeira recebe Mostra Ecofalante com o filme “Triste Oceano”; cinema ao ar livre será na sexta

CONSCIENTIZAÇÃO - Longa-metragem retrata a história das mudanças no oceano com objetivo de defender a necessidade de preservá-lo



Foto: Ecofalante/ Cinema ao ar livre é organizado pela Ecofalante, uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo a educação para o desenvolvimento sustentável

Compartilhar:

Nos últimos 40 anos, metade de toda a vida marinha foi perdida. Este é o enredo do filme “Triste Oceano”, que, para orientar a população dos problemas marinhos, será exibido na sexta-feira (18), às 20 horas, no palco da Praça Ladeira, no Centro Histórico. O cinema ao ar livre é organizado pela Ecofalante, uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo a educação para o desenvolvimento sustentável. A iniciativa integra a programação da campanha “Verão no Clima 2019”.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram e no Facebook

O filme australiano viaja ao reino dos oceanos abordando temas como o lixo, a pesca predatória e as mudanças climáticas. Desta forma, por meio de entrevistas com especialistas renomados, o filme esclarece a história das mudanças no oceano com objetivo de defender a necessidade de preservá-lo. As filmagens foram revezadas entre países como Austrália, Havaí, Indonésia e Filipinas. Veja o trailer.

As sessões são gratuitas e as exibições percorrem 16 cidades do litoral paulista entre os dias 11 de janeiro e 23 de fevereiro. O diretor do Departamento de Meio Ambiente do Município, William Carrillo, explica como o filme pode ajudar na luta pela conscientização. “O cinema tem o poder de levar uma mensagem ao telespectador de forma lúdica e poética, aproximando a sétima arte da realidade. Conscientizar as pessoas acerca da importância da preservação ambiental por meio das telas é uma experiência transformadora e que deve ser incentivada. Um filme pode mudar uma vida. Por que não o meio ambiente?”, finaliza.


Palavras-chave: , , ,