Publicado em: 27/03/2019 - Última modificação: 28/03/2019 - 16:11
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Epidemiológica realizará caminhada de combate ao Aedes com alunos e professores

CONSCIÊNCIA - O último resultado do LIRAa de 2,5 no ano passado deu-se também pela despreocupação da população quanto a possíveis epidemias das doenças



Alunos e professores sairão pelas ruas do bairro Jardim Tanise para chamar a atenção da população e conscientizar quanto aos cuidados necessários

Compartilhar:

Nesta sexta-feira (29), às 9 horas, alunos e professores da Escola Municipal Zuleica Barros de Assis sairão pelas ruas do bairro Jardim Tanise para chamar a atenção da população por meio de cartazes, banners e panfletos informativos para conscientizar quanto à necessidade de eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, além de informar também sobre as doenças transmitidas – Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela – que podem até levar a óbito.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

A preocupação se dá também pelos altos índices larvários na Cidade. O Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa) realizado na primeira quinzena de outubro do ano passado indicou 2,5. O resultado deu-se pelos altos índices pluviométricos e principalmente pela despreocupação da população quanto a possíveis epidemias das doenças. Segundo dados oficiais da Secretaria, em 2015 houve 4.616 casos confirmados de dengue, 33 casos em 2016, 12 em 2017 e 7 em 2018.

Leia mais
Placa Disque Denúncia da Violência contra a Mulher é obrigatória em estabelecimentos
Itanhaém recebe Fernando & Sorocaba, Marcos & Belutti, Pixote e Leonardo em Festival

A Secretaria realiza diversas ações para prevenção do mosquito. Um intenso trabalho de mutirão é realizado por todas as regiões da Cidade constantemente. Um caminhão passa pelas ruas recolhendo diversos tipos de materiais inservíveis, como móveis velhos.

Agentes de combate a endemias conjuntos aos agentes de saúde realizam as visitas casa a casa, orientando a população e inspecionando se há criadouros do mosquito, fortalecendo o trabalho de prevenção. A equipe do setor de Vigilância Sanitária também realiza vistorias em pontos estratégicos e imóveis especiais de 15 em 15 dias com inseticida com baixa toxicidade. Em casos positivos de dengue, utiliza-se a nebulização com máquina costal e aplicação de larvicidas (WDG).


Palavras-chave: , , , ,