Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 11/04/2019 - Última modificação: 11/04/2019 - 18:10
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Navegue entre telas e embarcações em uma exposição no Museu Conceição de Itanhaém

CULTURA - “Maquetes e Dioramas de Embarcações e Tela da Costa Brasileira” estará disponível paras visitação até o dia 30 de abril



As miniaturas e quadros podem ser visitados de terça a sábado, das 9 às 20 horas, e aos domingos e segundas-feiras, das 11 às 17 horas

Compartilhar:

Já pensou em visitar uma exposição repleta de embarcações brasileiras e telas que ilustram a vivência entre o homem e a água? Se a ideia ainda parece incomum, o Museu Conceição de Itanhaém abriga até o dia 30 de abril obras dos artistas Hiltamar Curvelo da Silva e Luís Carlos de Farias em uma exibição de “Maquetes e Dioramas de Embarcações e Tela da Costa Brasileira”. As miniaturas e quadros podem ser visitados de terça a sábado, das 9 às 20 horas, e aos domingos e segundas-feiras, das 11 às 17 horas. O local fica no Centro Histórico.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

“Maquetes e Dioramas de Embarcações da Costa Brasileira” dos artistas Hiltamar Curvelo da Silva eLuís Carlos Farias.

Hiltamar Curvelo da Silva é artista plástico e artesão naval. Seu trabalho tem como objetivo contribuir para o patrimônio histórico e a cultura naval, fruto dos conhecimentos adquiridos por meio de sua formação no 4º Liceu de Arte e Modelismo Naval e no 5º Liceu de Especialização desenvolvido no Museu Nacional do Mar de São Francisco do Sul, em Santa Catarina. Ele residente atualmente em Peruíbe.

Na exposição que acontece no Museu Conceição, as embarcações de Hiltamar representam um cenário de valorização à cultura caiçara e ribeirinha. Além disso, as miniaturas do artista registram memórias de embarcações brasileiras movidas a remo e vela, muitas já extintas e outras poucas existentes, as quais pertencem a um âmbito artístico com pouca exploração.

Já o artista plástico Luís Carlos Farias descobriu seu dom artístico desde criança, com habilidade para desenhar e transformar materiais usados em artesanato. Luís já desenvolveu diversos projetos para a Igreja Matriz de Peruíbe, onde reside atualmente. Um de seus maiores e últimos trabalhos foi a pintura de 30 telas de Maria para a comemoração centenária de sua aparição no Brasil e a representatividade da mesma em outros países.

Os quadros de Farias circularam por municípios da região e também pela cidade de Aparecida, onde fica o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. A pintura do artista aborda temas diversos em estilo clássico, ressaltando cada detalhe com riqueza e vivacidade.

Cada tela exibida na exposição representa o cotidiano caiçara e suas características, como o mar que foi abrigo e fonte de alimento, o quintal caiçara que até a década de 1970 não sofria com exploração mobiliária, a jangada que é uma das embarcações mais tradicionais do nordeste brasileiro, entre outros quadros.

A curadoria e pesquisa histórica foram realizadas pela historiadora Fátima Cristina Pires, pós-graduada em Patrimônio Cultural e mestre em Educação. Pires ministra aulas na Faculdade de Itanhaém, é curadora de exposições de artes com cunho histórico, além de dar palestras sobre história regional e patrimonial. No início do ano Fátima lançou seu primeiro livro infantojuvenil Ariú.


Palavras-chave: , , ,