Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Relações Institucionais
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 23/05/2019 - Última modificação: 29/05/2019 - 21:22
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Curso de libras como ferramenta de inclusão social nas escolas

EDUCAÇÃO - Capacitação de professores da Rede Municipal de Ensino acontece todas as quartas-feiras, no Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes, e também online pela plataforma Moodle



As aulas são ministradas pelas professoras Fabiana Corrêa Domingues de Rezende e Isabella Vivi Romero, ambas do Atendimento Educacional Especializado (AEE)

Compartilhar:

“Iniciei o curso esta semana e gostei muito da primeira aula. Tenho muitas expectativas para o uso do aprendizado em sala de aula com o meu aluno de inclusão”. A frase é da professora Cristina Aparecida Pires sobre o ‘Curso Básico de Libras no Contexto Escolar’. Ela e 39 profissionais da educação estão empenhados em aprender sobre a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para melhorar a interação junto aos alunos com deficiência da Rede Municipal de Ensino.

Confira as fotos

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagramno Facebook e no Twitter

Pensando em construir um ambiente escolar mais inclusivo, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes realiza desde o dia 8 de maio o ‘Curso Básico de Libras no Contexto Escolar’, direcionado aos professores. As aulas acontecem de forma semipresencial, sendo divididas em trinta horas presenciais, todas as quartas-feiras no Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE).

Leia mais
Volta às aulas: professores e gestores participam de formação
Valores da natureza: alunos da EM Edson Baptista de Andrade finalizam projetos

As aulas são ministradas pelas professoras Fabiana Corrêa Domingues de Rezende e Isabella Vivi Romero, ambas do Atendimento Educacional Especializado (AEE) da Escola Municipal Leonor Mendes de Barros. As outras trinta horas são online pela plataforma Moodle, onde estão disponíveis os materiais para a leitura. Ao concluir o curso, será entregue um certificado aos educadores.

“O foco do curso é ajustar o olhar do professor para as necessidades do aluno com deficiência auditiva. Proporcionar mais autonomia ao educador para que ele não dependa sempre de um intérprete, assim possibilitará maior interação entre professor e aluno”, afirma a professora Isabella Vivi Romero.

Introdução ao curso e ambiente virtual foi o tema da primeira aula presencial que ocorreu no CMTECE. Outros conteúdos ainda serão abordados como alfabeto manual (datilologia), configuração de mão, numerais, pronomes, vocabulário, cumprimentos, ambiente escolar, materiais e profissionais, brinquedos e brincadeiras, tudo para ampliar o conhecimento sobre a criança surda – sua língua e cultura.

“O curso está sendo maravilhoso. As pessoas passam o conhecimento e a experiência com tanto carinho. As professoras são muito dedicadas e preocupadas em saber se estamos entendendo ou não o que está sendo apresentado”, ressalta a professora do Ensino Fundamental, Solange Correia da Silva, de 40 anos.


Palavras-chave: , , , ,