Serviços
acessibilidade



Publicado em: 17/09/2019 - Última modificação: 16/11/2020 - 11:24
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Com características sustentáveis, Centro Ambiental incentiva ações

MEIO AMBIENTE - Prédio possui elementos para trabalhar temas ecológicos



Inaugurado em abril deste ano, o Centro de Pesquisa e Educação Ambiental já foi estruturado com elementos que incentivam a preservação ambiental

Compartilhar:

A palavra sustentabilidade nunca esteve tão em alta. As mudanças climáticas pedem medidas urgentes, e o Centro de Pesquisa e Educação Ambiental incentiva ações conscientes e de conscientização em relação ao meio ambiente. Além de inserir a população no contexto ambiental, o espaço é exemplo de sustentabilidade, pois oferece características na instalação que o transforma em ecologicamente correto.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

Inaugurado em abril deste ano, o Centro de Pesquisa e Educação Ambiental, que funciona Rua Dom Sebastião Leme, 195, no Ivoty, já foi estruturado com elementos que incentivam a preservação ambiental, como a captação de água da chuva, o plantio de árvores nativas e lâmpadas econômicas. Além disso, também conta com um bicicletário, que estimula o uso da bicicleta, um meio de transporte que além de ser saudável, não polui o meio ambiente. Também reutiliza móveis que iriam ser descartados ou leiloados, evitando o desperdício de materiais poluentes e aumentando a vida útil do mobiliário.

Leia mais
Encontrei um animal silvestre, e agora?
Unindo o útil ao agradável; troncos ajudam a conter o avanço da erosão

VERDE

O espaço do Centro possui uma grande área externa com árvores e plantas nativas que, além de atraírem espécies de aves, colaboram também com um ambiente fresco, agradável e alegre. Os jardins possuem plantas nativas ornamentais, que tornam o local mais bonito, de uma maneira natural.

Ainda ao lado de fora, há a farmácia viva, com o cultivo de diversas plantas medicinais, mostrando a importância dessas espécies e exercitando os sentidos, pois cada uma delas tem um aroma e uma textura específicos. No local há também um sistema de compostagem, que consiste em uma série de técnicas que aceleram o processo de decomposição da matéria orgânica, dando origem ao adubo. Isso evita o desperdício de alimentos e o gasto com fertilizantes industrializados.

ILUMINAÇÃO

O espaço central do Centro possui um teto com telhas transparentes que permitem a entrada de luz natural, escapando do uso de lâmpadas convencionais. E mesmo que haja uma ocasião em que todas as luzes estejam acesas, as lâmpadas são de LED, modelo conhecido por também ser muito econômico.

E mesmo nos ambientes que necessitam da utilização da luz artificial, os interruptores são de alternância. Os banheiros, em específico, possuem sensor de presença, de maneira que a luz só acenderá quando alguém o estiver usando.

ÁGUA

Ao redor do prédio há um sistema de coleta de água da chuva que depois será utilizada para regar as plantas no viveiro e na limpeza da área externa. As torneiras nos banheiros têm temporizadores que regulam o tempo de uso, evitando o desperdício de água. Ao invés de utilizar copos descartáveis para beber água, ficam dispostas canecas plásticas que os visitantes utilizam durante todo o passeio, devolvendo-as a um cooler para serem lavadas e reutilizadas.

ELETRÔNICOS

Outro sério problema para o qual o Centro de Educação Ambiental oferece uma solução é o descarte indevido de lixo eletrônico. Esses produtos, quando não despejados corretamente, liberam fluidos tóxicos como chumbo e berilo, que poluem gravemente o meio ambiente, além de causar risco à saúde pública.


Palavras-chave: , , , ,