Serviços
acessibilidade



Publicado em: 21/10/2019 - Última modificação: 16/11/2020 - 11:19
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Cartório cadastrou biometria de 67% dos eleitores, mas faltam pouco mais de 25 mil

REGISTRO - A digital, usada para identificar o eleitor, é obrigatória e passará a valer já nas próximas eleições



O não atendimento à convocação implicará na suspensão do título eleitoral e do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF)

Compartilhar:

Ainda não cadastrou a biometria? Faltam menos de dois meses para o prazo expirar (até 19 de dezembro). Dos 77.638 eleitores que existem em Itanhaém, 67,92% têm as digitais registradas no sistema da Justiça Eleitoral. Os dados apresentados mostram que, desde que o Cartório Eleitoral iniciou campanha, inclusive com postos volantes em outras regiões da Cidade, 53.431 já cadastraram biometria, mas ainda faltam 25.236 pessoas.

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

 Confira as fotos

A biometria, usada para identificar o eleitor, é obrigatória e passará a valer já nas próximas eleições. O Cartório Eleitoral intensifica as atividades, inclusive com postos temporários fora de sua sede, como ocorreu na semana retrasada, quando os profissionais estiveram no Paço Municipal. Neste período, aconteceram 679 atendimentos e 578 biometrias registradas. Nos últimos meses, a equipe também passou pelos bairros Gaivota (780) e Suarão (748).

Para ampliar a oportunidade de quem trabalha e não tem tempo de comparecer ao Cartório Eleitoral durante a semana, os profissionais fazem plantão um sábado do mês. Além disso, o atendimento ocorre normalmente de segunda a sexta, das 9 às 17h45, na Rua Dinorá Cruz, 71, no Centro.

Hoje, apenas duas unidades escolares tiveram 100% do eleitorado com cadastro biométrico. São elas: EM Maria do Carmo de Abreu Sodré (Nossa Senhora do Sion) e EM Maria das Graças Alves Santos (Tropical). A expectativa é que até o fim do ano a meta seja cumprida.

“Se não comparecer para fazer a revisão biométrica, o eleitor não estará com o nome na urna e nem no caderno de votação, ou seja, ele não conseguirá votar. Os documentos dele serão cancelados, como título e CPF. Com isso, será difícil a retirada do fundo de garantia ou do Programa de Integração Social (PIS), porque são documentos que estão interligados. O Bolsa Família será o primeiro que terá problemas. O eleitor com menos de 70 anos terá dificuldade no INSS”, explica a chefe do Cartório Eleitoral, Flávia Villar de Lima.

Para realizar o agendamento é necessário apresentar um documento que comprove a nacionalidade brasileira como: RG; carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional; certidão de nascimento ou casamento; certificado de quitação do serviço militar; carteira nacional de habilitação (CNH), com exceção para os alistandos, além do comprovante de endereço.

Todos os eleitores do Município devem realizar a renovação do título eleitoral para evitar o cancelamento da inscrição. O eleitor também pode agendar data e horário pelo site do TRE/SP. O não atendimento à convocação implicará na suspensão do título eleitoral e do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), o que ocasionará também a suspensão de contas bancárias, direito a viagens e etc.


Palavras-chave: , , , ,