Publicado em: 11/02/2020 - Última modificação: 11/02/2020 - 16:01
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Cartório Eleitoral mantém plantão para a regularização da biometria

ELEITOR - O cadastro será realizado até o dia 6 de maio. Sem ele, o eleitor não poderá votar nas eleições municipais de 2020



A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 12 às 17h45, na Rua Professora Dinorá Cruz, 71, no Centro

Compartilhar:

Não registrou sua biometria? Corra que dá tempo. O Cartório Eleitoral de Itanhaém realiza plantão de atendimento às pessoas que ainda não cadastraram as digitais junto à Justiça Eleitoral. O prazo está se esgotando e encerra no dia 6 de maio. Para evitar correria quando a data estiver próxima, procure a unidade de segunda a sexta, das 12 às 17h45, na Rua Professora Dinorá Cruz, 71, no Centro. Sem o cadastro, o eleitor não poderá votar nas eleições municipais de 2020.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

Para registrar as digitais, a pessoa terá de apresentar o RG ou carteira emitida por órgãos criados por lei federal, carteira nacional de habilitação (CNH) (não será aceita a digital) e o comprovante de endereço. Caso tenha algum dado pessoal alterado, o eleitor terá de levar a certidão de casamento/homologação de separação ou sentença judicial.

Leia mais
Prazo para biometria é encerrado e cadastramento atinge 80% da expectativa

Cartório cadastrou biometria de 67% dos eleitores, mas faltam pouco mais de 25 mil

O agendamento também pode ser realizado pela internet no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Para isso, basta acessar no menu “Eleitor e Eleições”, a opção “Agendamentos” e, a partir daí, seguir as instruções dadas na página.

O eleitor que possui deficiência ou mobilidade reduzida deverá comunicar a Justiça Eleitoral e atualizar seus dados. Caso a pessoa não tenha votado nas últimas eleições, deverá comparecer ao Cartório Eleitoral para retirar a guia de multa no valor de R$ 3,51 por turno. Após o pagamento, é necessário retornar ao órgão para comprovar a quitação do débito.

É importante ressaltar que a não realização do cadastro dentro do prazo (seis de maio), documentos como o título e o CPF serão suspensos, além do impedimento de votar, sair do país, prestar concursos, renovação ou cadastros sociais e do acesso a contas bancárias.


Palavras-chave: , , , ,