Serviços
acessibilidade



Publicado em: 31/03/2020 - Última modificação: 16/11/2020 - 10:33
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Prefeitos mantêm medidas de isolamento e ampliam ações de enfrentamento da Covid-19

PROTETIVAS - Isolamento social, trabalho em conjunto para a compra de insumos da saúde e mapeamento das demandas regionais foram alguns dos temas discutidos



Itanhaém adotará novas medidas para conter a disseminação do coronavírus

Compartilhar:

A Prefeitura de Itanhaém adotará mais medidas para o enfretamento da Covid-19 após confirmação de primeiro caso na Cidade. As decisões foram tomadas em reunião nesta terça (31), por videoconferência, com os nove prefeitos que compõem o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb). Entre as ações, isolamento social, restrição ao comércio até 7 de abril, mais agilidade nos resultados dos exames, além de novas definições voltadas aos setores da saúde, comércio e educação.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook , no Twitter, no Youtube e no Flickr

O Comitê Metropolitano de Contingenciamento do Coronavírus na Baixada Santista irá promover novo encontro, no próximo sábado (4), às 9h30, após avaliação da evolução dos casos na Região, com as associações comerciais e sindicatos para estabelecer diálogo sobre um plano regional e preparação do retorno gradativo dos estabelecimentos, trabalhando de forma escalonada, controlada e gradual.

“Hoje um grupo de trabalho começa a verificar a possibilidade de retorno gradual, a partir da semana que vem, de determinadas áreas comerciais. No entanto, no dia 7 de abril, o Governo do Estado fará anúncio da volta gradual ou não das atividades, dependendo dos casos de coronavírus. Se a sinalização for positiva, o nosso governo já estará com o plano de ação preparado para atender o comércio e a geração de renda na Cidade”, ressalta o prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes.

Outra medida adotada pelo Comitê é o trabalho em conjunto na hora de adquirir insumos da saúde, que reduzirá custos. Os prefeitos solicitaram maior rapidez do Estado nos exames do PCR para possível detecção do coronavírus e também decidiram por mapear as demandas regionais para estruturação completa dos leitos hospitalares em implantação para que as cidades tenham insumos e equipamentos necessários, como respiradores, produto em falta no mercado.

Além de adotar as diretrizes definidas pelas cidades da Região, Itanhaém montou um centro de combate à Covid-19, que servirá de apoio à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Vamos conseguir isolar os pacientes que apresentarem os sintomas do coronavírus para que não tenham contato com outras pessoas”, salienta Gomes.

Já a educação será estudada em nível regional com a criação de um calendário único para os municípios, a partir das definições em nível estadual e federal.

VACINA CONTRA GRIPE

Durante o anúncio, o prefeito fez questão de salientar o sucesso em relação à adesão à Campanha de Vacinação contra o Influenza, que imunizou 18.364 pessoas contra a gripe. O Município atingiu a marca de 126,68% da cobertura vacinal para idosos. “Ultrapassamos a meta proposta para os idosos. Agora, as vacinas serão direcionadas aos profissionais de segurança pública”, finaliza o chefe do executivo.

Para finalizar a coletiva de imprensa transmitida pelas redes sociais, Marco fez um apelo: “fique em casa. Nós não podemos ir na contramão do que dizem os grandes líderes do Mundo, ou seja, todos determinam o isolamento social. Vamos nos conscientizar. Sabemos que não é uma medida agradável, mas é necessária. A nossa responsabilidade é com as pessoas, com a saúde em primeiro lugar”.

Confira a lista das medidas definidas:

Aquisição de insumos: Para ganhar escala e reduzir custos, as Prefeituras vão trabalhar em conjunto na compra dos insumos da saúde. As prefeituras também solicitam maior rapidez do Estado nos exames do PCR para possível detecção do coronavírus.

Comércio: as cidades vão manter as restrições impostas pelo Estado em relação à quarentena até o dia 7 de abril. No sábado (4), após avaliação da evolução dos casos, será estabelecido diálogo com sindicatos e associações comerciais, para criar um plano regional e preparar o retorno gradativo dos estabelecimentos comerciais, trabalhando de forma escalonada, controlada e gradual.

Educação: Devido à interligação das redes municipais, com profissionais trabalhando em mais de uma cidade, será estudado em nível regional um calendário único para os municípios, a partir das definições em nível Estadual e Federal.

Estrutura hospitalar: Mapeamento das demandas regionais para estruturação completa dos leitos hospitalares em implantação para que tenham todos os insumos e equipamentos necessários, como de respiradores, produto em falta no mercado, solicitando transparência dos dados e mais apoio do Estado e da União.

DECRETOS  MUNICIPAIS – COVID-19

Decreto nº 3.899, de 16 de março de 2020 
“Dispõe sobre a adoção de medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio pelo Covid-19 (Novo Coronavírus), no âmbito da Administração Direta e Indireta do Município de Itanhaém, e dá outras providências.”

Decreto nº 3.900, de 19 de março de 2020
“Declara situação de emergência no Município de Itanhaém e dispõe sobre a adoção de medidas adicionais para enfrentamento da pandemia decorrente do coronovírus, de importância internacional.”

Decreto nº 3.901, de 21 de março de 2020
“Decreta estado de calamidade pública no Município de Itanhaém e define outras medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronovírus (Covid-19).”

Decreto nº 3.905, de 27 de março de 2020
“Altera o Decreto nº 3.901, de 21 de março de 2020, que decreta estado de calamidade pública no Município de Itanhaém e define outras medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (Covid-19), e dá outras providências.”


Palavras-chave: , , ,