Publicado em: 06/04/2020 - Última modificação: 17/04/2020 - 18:01
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Todos contra o vírus: Estado prorroga quarentena até dia 22 de abril

MEDIDAS - A decisão foi anunciada em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes após reunião com médicos do Centro de Contingência do coronavírus



João Doria reforçou que nenhuma aglomeração será admitida e pediu que a população cumpra isolamento social

Compartilhar:

O governador João Doria decidiu ampliar o período de quarentena no Estado até o dia 22 de abril. A decisão foi anunciada em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes após reunião com médicos do Centro de Contingência do coronavírus, que apontaram que contágio chegou a cem cidades paulistas e a mais de 400 hospitais públicos e privados. Os serviços considerados essenciais continuam em funcionamento.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

Segundo o governador, prefeitas e prefeitos terão o dever e a obrigação de seguir a determinação do Governo do Estado, pois a medida é constitucional. “A prorrogação da quarentena será feita por mais 15 dias em todo o Estado e pelas razões que foram largamente expostas por cientistas, médicos e especialistas”.

Doria reforçou que nenhuma aglomeração será admitida e pediu que a população cumpra isolamento social. “As Guardas Municipais ou Metropolitanas deverão agir e, se necessário, recorrer à Polícia Militar para que imediatamente possa haver a dissipação de qualquer movimento ou aglomeração de pessoas. Esta é uma deliberação que deverá ser rigorosamente seguida pelas pessoas em virtude da defesa de suas vidas e de seus familiares”.

UTIs

Entre 17 de março e 5 de abril, o número de mortes pela Covid-19 é quase igual ao total de óbitos por gripe registrados ao longo de todo o ano passado. Outros dados que chamam a atenção são as internações de pacientes com a confirmação do coronavírus em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que cresceram 1.500% desde 20 de março, passando de 33 para 524, no último dia 3. As mortes subiram 180% em uma semana.

A decisão de manter o distanciamento social segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), do Ministério da Saúde e do Centro de Contingência do coronavírus de São Paulo, que é composto por epidemiologistas, cientistas, pesquisadores, infectologistas e virologistas.

INSTITUTO BUTANTAN

O Instituto Butantan, que é o centro de pesquisas biomédicas vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, realizou projeções de que a ampliação da quarentena poderá evitar 166 mil óbitos em São Paulo, além de 630 mil hospitalizações e 168 mil internações em UTIs.

A quarentena é importante para que o Estado organize a rede pública de saúde ao número crescente de doentes. Já foram ativados 1.524 novos leitos de UTI em hospitais estaduais, municipais e filantrópicos. O Governo também prepara a implantação de um hospital de campanha no Complexo Esportivo Ibirapuera, na capital.


Palavras-chave: , ,