Serviços
acessibilidade



Publicado em: 23/07/2020 - Última modificação: 16/11/2020 - 10:30
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

“Vamos trabalhar o esporte em 4 pilares”, diz Kleiton, sobre o que planeja

CAMPEÃO DE PESO - Ex-técnico da seleção brasileira assume o comando do setor com a perspectiva de descobrir novas safras olímpicas e transformar o Município em celeiro de talentos



Kleiton é o novo secretário adjunto da pasta de Educação, Cultura e Esportes

Compartilhar:

“O esporte será desenvolvido em quatro pilares: transformação, salvação, provisão e lazer. Vamos dialogar com atletas, entidades e comunidades, sem que ninguém fique de fora”.  A frase é do novo secretário adjunto da pasta de Educação, Cultura e Esportes, Kleiton Lima, sobre como irá capitanear os programas das áreas esportivas da Cidade. Com passagens pela Copa do Mundo e Olimpíada, o ex-técnico da seleção brasileira de futebol feminino recebeu a missão de fomentar políticas públicas, com olhos voltados à estruturação e ao crescimento de diferentes modalidades.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

De volta a Itanhaém, terra natal em que montou sua primeira escolinha de futebol, Kleiton assume o comando do setor com a perspectiva de descobrir novas safras do esporte e transformar o Município em celeiro de talentos. “Minha carreira foi sempre no campo, como treinador de futebol. Com o passar dos anos, adquiri experiência para hoje atuar na gestão pública”. Lima ocupou por um ano e meio o cargo de assessor especial dentro da Diretoria de Futebol Profissional na Secretaria do Esporte do Ministério da Cidadania. “Foi um elevador que eu peguei e tive um “intensivão” no âmbito federal para poder chegar à base”.

Uma das principais referências do futebol feminino nacional e fundador da primeira escolinha de futebol voltada a mulheres da Baixada Santista, sediada em Itanhaém, Kleiton começou a carreira como técnico do Santos Futebol Clube em 1997, nas categorias de base masculino, quando trabalhou com atletas renomados, como Robinho, Diego, Paulo Almeida, William, Alex e outros. Mais tarde estreou no comando da equipe profissional feminina do clube santista, carinhosamente apelidada de Sereias da Vila.

Em 2011, o treinador comandou a seleção brasileira de futebol feminino na Copa do Mundo na Alemanha, com vitórias sobre a Austrália, Noruega e Guiné Equatorial. A mesma equipe conquistou a Copa América, o Sul-Americano – que garantiu vaga na Copa do Mundo e na Olimpíada (2012) -, além de medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

PROJETOS FUTUROS

Para uma das vitrines da Prefeitura, o programa Aqui Tem Esporte, Kleiton projeta o setor em quatro pilares: como agente de transformação na base, agente de salvação no desenvolvimento, agente de provisão de alto rendimento e agente de saúde e lazer. “Tudo inicia no nível municipal, passa pelo estadual, podendo, inclusive, chegar ao nacional ou internacional, como eu cheguei. Acho que o município é a base, onde tudo começa. A criança não inicia as atividades no governo federal, ela começa nas escolinhas das cidades. Esse é o primeiro pilar”.

O programa atende mais de cinco mil pessoas em núcleos instalados em diversos bairros, com aulas de basquete, futsal, handebol, futebol, futebol de campo, surf, judô, karatê, natação, vôlei, luta olímpica, jiu-jítsu, muay thai, boxe e capoeira. “Fiquei surpreso com as atividades que existem na Cidade, que eu realmente não conhecia. Percebi que há coisas para otimizar, aproveitar e ampliar. Para muitas crianças, o esporte ajuda a vencer barreiras sociais”.

NA PANDEMIA

Quais lições a pandemia de Covid-19 deixará para o esporte? A pergunta é um desafio aos profissionais que têm usado a criatividade para se adaptar ao “novo normal”. E enquanto as atividades no ginásio e nos campos permanecem suspensas, a proposta do ex-técnico da seleção brasileira é promover cursos e capacitações por videoconferência. “Com o meu networking, vamos fazer trabalhos com lives e ter a participação de ícones de diferentes modalidades, professores, instrutores, treinadores de alto rendimento e de iniciação de trabalhos sociais que estão hoje por todo o Brasil”.

ESPORTE FEMININO

Os ótimos resultados elevam a expectativa de brasileiras em competições mundiais, segundo análise de Kleiton, que viu de perto o Brasil “estourar” em modalidades competidas por mulheres nos Jogos Olímpicos em Londres, na Inglaterra. A participação da categoria feminina em competições é encampada por ele, que faz uma revelação: “o futebol feminino me tornou um treinador realizado. Ele me fez alcançar o sonho de criança porque me levou à seleção brasileira, à Copa do Mundo, à Olimpíada, enfim, às competições mundiais, tudo por causa das mulheres. Elas têm garra e vontade de vencer”.


Palavras-chave: , , , ,