Publicado em: 31/07/2020 - Última modificação: 10/08/2020 - 08:22
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Educação consulta pais para decidir se alunos voltam às escolas ou não em setembro

PESQUISA - O resultado dos questionários será avaliado por equipes pedagógicas e da saúde e analisado também pelo Conselho Municipal de Educação



Equipes da Prefeitura de Itanhaém querem ouvir todos os pais e assegurar a saúde de alunos, professores, diretores e demais profissionais

Compartilhar:

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes iniciou uma pesquisa com os pais de alunos matriculados na rede municipal para saber o que eles pensam sobre a retomada das aulas presenciais dos ensinos infantil e fundamental durante a pandemia de coronavírus, com previsão de retorno autorizado pelo Estado para setembro. O resultado dos questionários das famílias que optarem pelo retorno ou regresso das atividades nas escolas será minuciosamente avaliado por equipes pedagógicas e da saúde e analisado também pelo Conselho Municipal de Educação.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr
Confira as imagens no Flickr

Não há data definida para a retomada das aulas presenciais em Itanhaém, mas as equipes técnicas e pedagógicas da Prefeitura querem ouvir todos os pais e assegurar a saúde de crianças, professores, diretores e demais profissionais, seguindo protocolos de segurança, como uso de máscaras, higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel, distanciamento social de 1,5 m, recreios e intervalos com revezamento das turmas em horários alternados; horários de entrada e saída escalonados para evitar aglomerações, entre outros.

Para ter acesso à opinião dos pais, assessores pedagógicos de escolas municipais entram em contato com o responsável pela criança que responde aos questionários apresentados por telefone ou impresso na própria unidade escolar.

O prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes, entende que o Município tem autonomia para decidir sobre o retorno das aulas. “Estamos com um grupo formado por profissionais da saúde e da área pedagógica para avaliar a situação. Só retornaremos com as atividades presenciais se tivermos 100% de segurança de que o risco de contaminação será muito baixo”, ressalta.

A presidente do Conselho Municipal de Educação, Cecília Cardoso Tecedor, ressalta que a pesquisa é importante para o sistema educacional porque irá nortear os próximos passos. “As estratégias de acolhimento, avaliação e replanejamento dos objetivos de aprendizagens são fundamentais para o desenvolvimento dos alunos. Ouvimos também os conselhos de escola para verificar, de forma democrática, o posicionamento desses colegiados”.

 PLANO SP

O Plano São Paulo condicionou o cronograma de reabertura das escolas às fases de flexibilização de abertura dos estabelecimentos comerciais, que levam em consideração o cenário de pandemia na Cidade e o comprometimento na capacitação do sistema de saúde; como ocupação de leitos de UTI, variação de internações e óbitos.

No Estado, a retomada das aulas presenciais só ocorrerá se todas as regiões permanecerem na etapa amarela – a terceira menos restritiva segundo critérios de capacidade hospitalar e progressão da pandemia – por 28 dias consecutivos.

ETAPAS PROPOSTAS PELO ESTADO

Na primeira de três etapas, as salas terão ocupação máxima de 35%, com revezamento de estudantes durante a semana e sob rígidos protocolos de segurança definidos no Plano São Paulo de indicadores de saúde. Na segunda etapa, a previsão é que até 70% dos alunos poderão voltar às escolas. A meta será cumprida se ao menos 10 dos 17 Departamentos Regionais de Saúde do Estado permanecerem por 14 dias consecutivos na fase verde – quarta etapa com restrições mais brandas – do Plano São Paulo.

Para chegar à terceira etapa, que englobará 100% dos alunos, será necessário que ao menos 13 dos 17 Departamentos Regionais de Saúde estejam por outros 14 dias na fase verde. Caso uma região regrida para as fases mais restritivas, ou seja, vermelha e laranja, consideradas de alerta máximo e controle, a reabertura das escolas será suspensa em todas as cidades daquela área.

 


Palavras-chave: , , , ,