Serviços



Publicado em: 27/01/2021 - Última modificação: 11/02/2021 - 11:44
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Executivo, Legislativo e comerciantes debatem sobre as restrições do Plano SP

Fase Laranja - A Secretaria de Desenvolvimento Econômico defende o diálogo entre os poderes e a Associação Comercial



Compartilhar:

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (27) no Paço Municipal, autoridades municipais do Executivo e Legislativo, representantes da Associação Comercial, Polícia Militar, Defesa Civil e Vigilância Sanitária discutiram as ações de enfrentamento à pandemia e as novas restrições do Plano São Paulo.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

A Baixada Santista foi reclassificada na última sexta-feira (22) pelo Governo do Estado retornando para a fase laranja. O governo paulista determinou que, aos finais de semana e feriados, todas as regiões do estado ficarão na fase vermelha. Nos dias úteis, a fase vermelha valerá a partir de 20h.
Vereadores e representantes do comércio local, apresentaram sugestões para flexibilização do Plano São Paulo. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Rogélio Salceda, explicou sobre o novo regramento e enfatizou que o Município seguirá as determinações do Governo Estadual.

“As restrições impostas valem para todo o Estado e Itanhaém cumprirá com a sua parte. Estamos mantendo o diálogo com representantes do setor econômico para juntos buscarmos alternativas para o reaquecimento da nossa economia”, disse Salceda.
Foram esclarecidas dúvidas sobre o balanço da doença na cidade, como a quantidade de leitos disponíveis e referente ao plano de imunização. Os representantes do Executivo e da Polícia Militar falaram sobre as ações de fiscalização para coibir aglomerações.
O prefeito Tiago Cervantes participou do encontro e reforçou a importância do diálogo entre o Poder Público e a sociedade. “O momento ainda é desafiador e precisamos de atitudes responsáveis. Vamos trabalhar em conjunto para buscar o equilíbrio entre a atividade econômica e a proteção da saúde”, destacou Cervantes.