Serviços
acessibilidade



Publicado em: 19/04/2021 - Última modificação: 29/04/2021 - 10:59
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Uso da máscara e protocolos de higiene são fundamentais após a flexibilização

PREVENÇÃO - Medidas evitam a proliferação do Coronavírus



Compartilhar:

Com as novas medidas de flexibilização para a retomada econômica do município, iniciadas no último domingo (18), o uso da máscara e dos protocolos de higiene, tornaram-se ainda mais necessários para evitar a proliferação do Covid-19.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

O uso de máscara ainda é o método mais eficaz como medida de proteção, tanto para você, quanto para as pessoas ao seu redor. As máscaras funcionam como uma barreira, impedindo a liberação das gotículas de saliva no ar, quando há tosse, espirros, ou durante as conversas. Além disso, é fundamental em locais onde não é possível manter uma distância mínima de segurança.

Apesar de sua eficácia, seu uso deve ser acompanhado de outras medidas de proteção, como a limpeza frequente das mãos, o uso do álcool em gel, distanciamento físico de pelo menos 1,5m entre as pessoas, evitar o contato das mãos com olhos, boca e nariz, não compartilhar objetos pessoais, e só sair de casa, se realmente for necessário.

De acordo com o prefeito Tiago Cervantes, o combate à pandemia requer união de esforços. “O Governo Municipal trabalha incessantemente na busca de estratégias que visam promover o equilíbrio entre a proteção à saúde, e a retomada das atividades econômicas. Para que tenhamos bons resultados, é imprescindível a colaboração da população no uso da máscara, distanciamento social e protocolos de higiene. Esses são os nossos desafios diários, que juntos, vamos superar com responsabilidade e atitudes conscientes”, afirmou.

VACINAÇÃO – Itanhaém atingiu na última semana a marca de mais de 15% da população vacinada com, pelo menos a 1ª dose. Até o momento são 24.160 doses aplicadas nas pessoas dos grupos prioritários, entre a 1ª e 2ª dose. A campanha segue no ritmo da distribuição dos imunizantes realizada pelo Ministério da Saúde.